Coronas Temple

Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Página 6 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por -=|R.R.|=- em Seg Jun 10, 2013 9:19 pm



"Ambar retorna ao Santuário com o Rosário restaurado, graças a Khambalia, o cavaleiro de Virgem anterior. Algumas contas ficaram negras, indicando que alguns espectros foram selados, incluindo o poderoso Atavaka."



"Porém, o virginiano nota algo estranho com uma densa nuvem de fumaça rondando a paisagem como uma enorme nevoeiro..."



_ sinto uma enorme perturbação... o que será que aconteceu em minha ausência? "Questiona Ambar, examinando todo o lugar minuciosamente."

"Até que um cavaleiro de bronze aborda Virgo..."


_Ambar-sama, o santuário foi invadido por espectros de Hades!!! - "Diz o cavaleiro, muito assustado."


_ como? o que foi que disse?


_ ahhhhh foi assutador ahhhhhhhh


_ explique-se melhor, vamos!!! "Ambar aparenta um certa inquietude nada habitual e começa a intimidar o bronzeado."


_perdão, Ambar-sama. Até mesmo ele apareceu por aqui, sua presença foi sentida por todos, ele veio aqui pessoalmente...


_HADES???


_ era monstruoso. Todos nós aqui ouvimos sua voz imponente... tive calafrios!!!


_Athena... posso sentir que estão bem... irei até aí imediatamente - "Fala Ambar, em tom baixo, enquanto andava em direção as escadarias..."




_toda essa fumaça...


"Ao passar pelos soldados, os mesmos pronunciavam o nome do cavaleiro de ouro de virgem..."


_AMBAR-SAMA!!! - (Todos)


"... que começava a subir as doze casas onde finalmente chega em Leão..."




_parece que houve uma batalha por aqui... o cavaleiro que guarda esta casa não está... mas sinto a presença de Dukeee no santuário. "Fala enquanto observa as rachaduras e outras avarias provocadas pela batalha."


"Ambar continua subindo, até que encontra a casa de Virgem totalmente destruída"


_hummm estava mesmo pensando em fazer uma reforma... "Ambar brinca com a situação"


_ quem será que fez isso?


_ quem previu as três portas de Buda e destruiu a casa de virgem era muito poderoso... "Deduz o virginiano que contou apenas ao mestre sobre a armadilha preparada por ele."


_bem, pelo menos sinto que Athena e o Mestre estão bem... a batalha já terminou. "Virgo fala com uma expressão aliviada e deixa a casa para trás."







"Depois de subir pelas doze casas, Ambar finalmente chega na sala do mestre, com um sorriso, orgulhoso por trazer o rosário restaurado e feliz por nada de mal ter acontecido."


_ finalmente...



-------------------------------------------

Anteriormente, na sala do Mestre...






_QUE????






_isso mesmo Dukeee. Khambalia, infelizmente... se foi.






_ Khambalia...






_ mas devemos lembrar dele como herói. Sem dúvidas é um dos mais importantes cavaleiros de ouro da história!






_malditos espectros! Sentirão a minha ira!!!






_ de todo modo, Ambar está ainda mais forte e trouxe o rosário restaurado! Além do mais, sinto a sua presença aqui no santuário.






_também posso senti-lo cada vez mais próximo. Seu poder está impressionante...






_Ambar, vamos precisar muito de você nesse momento.


-------------------------------------------------------------------------------------------
"Enquanto isso, virgo continua subindo..."


_falarei com o Mestre e Athena... depois irei partir para Asgard imediatamente!


"Ambar finalmente chega à sala do Grande Mestre."




_Mestre... Athena... Dukeee.


_Ambar de Virgem. Já sabemos o que aconteceu com Khambalia. Sentimos muito!



_Ambar... que bom que veio são e salvo.



_Ambar, não temos mais tempo a perder, contarei tudo o que houve no Santuário no caminho, vamos...


_sim Dukeee, de acordo!



_Mas primeiro preciso fazer uma coisa.



_ Athena, por favor, guarde esse Rosário.



_ tudo bem Ambar, posso guardá-la para você se assim deseja.

"Ambar entrega o Rosário e se ajoelha perante a deusa..."


_obrigado, Saori-Sama.
_ estarei com voces em Asgard através do cosmos, por favor, fiquem bem!



_vamos Ambar.
_sim, dukeee.


_Vão logo para Asgard e se for necessário usar a força, DESTRUAM TUDO!!!!











"Então, Ambar de virgem e Dukeee partem para Asgard. Que perigos esperam pelos dois orgulhosos guerreiros dourados?





---------------------------------------------------------------------------------

Continua...



Última edição por Virgo no Ambar em Sex Jun 14, 2013 8:23 pm, editado 2 vez(es)

_________________
"As Flores brotam, e morrem...As estrelas Brilham, Mas um dia se apagarão...Tudo morre...A terra,o Sol, a Via Láctea e até mesmo todo este universo não é exceção! Comparado a isto, a vida do homem é tão breve e fugidia quanto um piscar de um olho...Neste curto Instante, os homens nascem, riem, choram, lutam, sofrem, festejam, lamentam, odeiam pessoas e amam outras! Tudo é transitório...E em seguida, todos caem no sono eterno chamado morte."
avatar
-=|R.R.|=-
Mestre Cervejeiro
Mestre Cervejeiro

Mensagens : 966
Cosmos : -87994522
Data de inscrição : 12/01/2013
Idade : 37
Localização : Santuário - Grécia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Pujol em Ter Jun 11, 2013 6:17 pm

Wyvern: Você já era...

Pujol desaparece na frente dos olhos de Cegueta.
Wyvern reaparece às costas de Cegueta, o mesmo não compreende de onde o mesmo tirou tal velocidade.

Wyvern: Está na hora de testar suas azas. “Fala ridicularizando o cavaleiro”

Rugido deslizante!

Pujol arremessa o santo ao alto utilizando suas azas, Cegueta tenta se defender em vão, mas não contava que a área de ataque fosse tão grande.

Cegueta: Maldito! “Explode de raiva aumentando seu cosmo, pensando em se tratar de um golpe como o garuda flap, que havia ouvido seu estre comentar”

Pujol: Isso é em vão cavaleiro. “Volta a seu tom sério”

Pujol desaparece, reaparecendo acima do cavaleiro, que começa a suar frio ao notar a presença do juiz.

Pujol: Vamos brincar de Pinball.

Pujol acerta o cavaleiro com um golpe, utilizando o dorso do braço o mandando em alta velocidade ao chão, desaparecendo logo em que acerta o mesmo e reaparecendo no chão pronto para desferir outro golpe, Pujol utiliza suas azas para isso, arremessando Cegueta ao alto mais uma vez, repetindo este ciclo algumas vezes.

Pujol: Isto está muito fácil cavaleiro, onde está sua ousadia?

Cegueta: Droga, ele é mais forte do que pensei e ainda mais rápido.

Pujol continua a realizar a humilhação para o cavaleiro, sendo que passadas mais algumas vezes algo acontece.

Pujol: Mas oque? “Se posta em posição de defesa rapidamente”

Cegueta explode seu cosmo arrastando Pujol a alguns metros, mas sem muitos danos, graças ao mesmo ter mantido uma postura defensiva com suas azas.

Pujol: A criança ficou com raiva? “Debocha mais uma vez”

O olhar de desprezo entre os dois era mutuo, mas o ódio contido em Cegueta extrapolava os limites de um cavaleiro, o mesmo já não suportava aquele ser que estava a sua frente, com um olhar cínico, uma expressão de decepção e com uma postura de batalha nada convencional.

Cegueta: Então ainda não me reconheceu como um guerreiro? Maldito está brincando comigo para ver até onde posso IR! “Fala com ênfase e raiva a última parte”

Pujol: Claro que estou brincando, até agora vi apenas uma criança com um ego gigante e sem poder algum. “Debochando mais uma vez do poder do santo de bronze”

Cegueta expande seu cosmo a um nível que não havia sido visto nesta luta, sendo que sua armadura toma um tom dourado, o ódio havia tomado conta da alma do cavaleiro de fênix, que parte para cima do Kyoto sem pestanejar.
Uma luta corpo a corpo é iniciada, sendo que em primeiro momento apenas Cegueta ataca, enquanto Pujol desvia dos ataques com certa facilidade.

Cegueta: Maldito te mostrarei meu verdadeiro poder! “O cosmo do santo aumenta ainda mais, tal como sua velocidade”

Os ataques começam a alcançar uma velocidade ainda maior, enquanto o ódio contido em Cegueta só aumentava, Pujol continuar a desviar dos golpes, mas não era tão fácil quanto antes, em sua mente Cegueta questionava seu poder, questionava como o juiz conseguia fazer aquilo, mas no inferno o santo não parava de atacar Pujol até que um clarão é visto de seu punho, as azas da lendária fênix se mostravam em seu punho.

Cegueta: Chegue disso! AVE FÊNIX!

Um clarão é visto pelas almas atormentadas do meikai, vindo do vale amaldiçoado, enquanto Cegueta coloca todo seu poder e consegue parar de ser pressionado pelo Kyoto, Cegueta finalmente consegue avançar em seu caminho, mas criaria uma grande nuvem de poeira e fumaça em sua volta.

Pujol: Você não pensou que me destruiria assim? Ou pensou?

Cegueta estava incrédulo ao ouvir isto, o mesmo notava que não conseguia mover seu braço.

A fumaça baixa um pouco e é possível ver o punho de Cegueta sendo segurado por uma mão envolta por uma surplice roxa, que exalava o cheiro da morte.

Cegueta: Como você pode fazer isso? “Ficava com mais raiva ainda”

Um sorriso é visto através da fumaça enquanto Cegueta é bruscamente erguido e arremessado ao chão, mas sem que larguem seu punho.

Pujol: Para sobrepujar um golpe é necessário pouco, apenas ter um cosmo mais poderoso do que o do oponente, embora você tenha aumentado seu cosmo durante nossa luta.

Pujol utiliza sua força para arremessar Cegueta de um lado para o outro, sem muitos esforços, graças ao cansaço do Santo.

Pujol: Não foi muito difícil parar seu ataque e graças a ele você ficou vulnerável mais uma vez.

Pujol arremessa Cegueta em direção ao corpo do mesmo, que encontrava-se em estado lamentável, devido ao tronco de árvore que havia perfurado o mesmo.

Pujol: Repito, você não é um guerreiro digno de lutar por um Deus é apenas um lixo que pode ser descartado a qualquer momento. “Zombava do Santo de Athena, sem cerimonias”

Cegueta estava em silêncio, embora sua raiva e ódio aumentassem, o mesmo não conseguia compreender oque acontecia ali, não compreendia como o poder de um espectro o superaria com tamanha facilidade, enquanto isso Pujol havia de esmagar o chão, transformando o em uma cratera, com tamanha violência e virava seu olhar psicótico para o santo, demonstrando uma clara intensão de acabar com o mesmo.

Pujol: Você decepcionou tantas almas, cavaleiro.

Cegueta se mantem em silêncio enquanto escuta as palavras do juiz, que pareciam facas cravadas no ego do cavaleiro.

Pujol: Você decepcionou seu mestre, sua deusa, seus amigos e todas as almas do meikai que buscavam vingança contra mim, agora oque te resta é a morte como um verme! “Fala com ênfase a ultima parte enquanto aperta seu punho”

Cegueta: Acabou seu discurso? Por que já estou aborrecido com esse falatório. “Cegueta engole seu orgulho e solta estás palavras com firmeza”

Pujol: Ok, venhas a mim e serás destruído.

Cegueta parte em direção a Pujol, sua expressão havia mudado, sua armadura não emitia mais um brilho dourado falso, como outrora, a mesma emitia apenas o cosmo do cavaleiro de Atena.

Pujol: Finalmente, depois de tanto esforço poderei ver seu verdadeiro poder. “Pensa”

A velocidade de Cegueta havia aumentado muito em comparação aos golpes que ele lançou anteriormente, Pujol ainda conseguia se esquivar, mas um feito era notado, o Kyoto passou a ter que utilizar seus braços para aparar alguns golpes do santo.

Pujol: Será que posso fazer com que ele aumente seu poder ainda mais? Não estou interessado em lutar com insetos. “Pensava”

Pujol passa a revidar, os golpes do santo, sendo então deflagrada uma batalha de mano a mano estupenda, os dois desferiam socos repletos de ódio e raiva, Cegueta queria a cabeça de Pujol, devido as humilhações a que o juiz fez ele passar, enquanto Pujol lutava com fervor pelo pecado que o santo havia cometido, brincar com a imagem de Hades, mas o orgulho de Pujol não permitia que ele matasse um inimigo sem que o testasse.

Após alguns minutos, os dois combatentes dão os sinais de cansaço, enquanto o vale que era repleto de árvores, agora era descampado, onde havia terra negra como a noite, agora era um chão seco e uma cratera havia se formado graças ao choque dos dois cosmos.

Enquanto isso em algum lugar do meikai.

Valentine: Então esse é seu poder mestre! “Falava assustado”

Sylphid: Não Valentine, esse não é o verdadeiro poder dele, agora teremos que treinar para que não nos tornemos um fardo.

No Rio Aqueronte, uma menina estava apavorada com os cosmos intensos que haviam no Meikai, enquanto um espectro estava eufórico para entrar em combate.

Hiramaru: Pujol, agora você fez com que eu tenha uma vontade ainda maior de te enfrentar! “Falava com tom eufórico, sem notar que elevava seu cosmo inconscientemente”

Owl: Droga, tanto Pujol quanto Hiramaru passaram do meu nível, eu morreria facilmente para qualquer um deles. “Pensava”

Owl: Hira-san, agora entendo por que eles se tornaram parte da elite de Hades, junto a Henrique e Aiacos. “Falava enquanto olhava Hiramaru”

Owl: A propósito, onde Aiacos está, o mesmo não aparece no meikai desde a invasão ao Tártaro. “Falava se questionando”

Voltando ao local da luta.

Os combatentes voam um na direção do outro desferindo alguns golpes um contra o outro, o poder de Cegueta havia aumentado muito depois da luta, mas não havia chegado ao nível do Kyoto.

Os dois pulam para trás, se postando em posições distintas, Cegueta não saia de sua posição de batalha enquanto Pujol continuava com os braços cruzados, o deboche não havia acabado.

Pujol: Está luta se tornara uma mensagem a Athena, Hades prevalecerá no final! “Falava para Cegueta enquanto trocavam golpes”

Cegueta: Nunca deixarei que isso aconteça! AVE FÊNIX!

O ataque é lançado à queima roupa em Pujol, que utiliza suas azas para se defender, mas é arrastado a alguns metros.

Pujol: Conseguiste danificar minha surplice nada mau, mas não é o suficiente ainda cavaleiro. “Pujol bate palmas para Cegueta”

Pujol: Vamos ver até onde consigo elevar meu poder, depois daquela luta com Hyperion e você santo de fênix, será o saco de pancada. “Pensava”

Pujol explode seu cosmo, ao ver a sua surplice danificada, indo para cima de cegueta em uma velocidade aterrorizante, Cegueta mau consegue ver os movimentos de Pujol, que o ataca sem o menor aviso, o cavaleiro tenta se defender como pode mas é surpreendido pelo juiz que ataca de uma forma diferente da anterior, utilizando golpes aleatórios, sem nenhum vinculo com os outros, Cegueta é lançado para trás com extrema violência enquanto Pujol levanta voo e paira sobre Cegueta, rosto a rosto, a expressão de Pujol era clara, o mesmo tentaria matar Cegueta no próximo golpe.

Pujol: Vamos ver oque consegues fazer? Wyvern’s Roar! “Utiliza seu golpe a uma distância ínfima”

O kyoto atira seu ataque carregado de ódio cara a cara com Cegueta, oque acontecerá com o santo de Athena? Só saberemos no próximo episódio de SS Coronas.
avatar
Pujol
CEO Empalador
CEO Empalador

Mensagens : 1249
Cosmos : 20006067
Data de inscrição : 16/02/2013
Idade : 25
Localização : 4ª Esfera: Giudecca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Aiacos em Ter Jun 11, 2013 8:39 pm

Episódio 17: A determinação de Cegueta! O último voo de Fênix!



================================================================

"Meikai, o mundo dos mortos..."



"O local onde as almas sofrem em perene agonia, a esperança era uma palavra que não existia nesse mundo sombrio e dominado pelas trevas, sob o eterno céu de ébano."



- Vamos ver o quê consegues fazer? "Pujol responde friamente para o cavaleiro de bronze de fênix."



"Cegueta fica de prontidão, atento aos movimentos do juiz."



- Wyvern’s Roar! “Fala em bom e alto tom, enquanto seus olhos brilham insanamente."



- Groooooooooooooooooahhhhhhh..."Utiliza seu golpe a uma distância ínfima.”



"O kyoto atira seu ataque carregado de ódio cara a cara com Cegueta, pulverizando todo o local ao seu redor, com a devastação do rugido de Wyvern."



- Merda, preciso fazer algo..."Fala enquanto rapidamente reage, estendendo seus braços a tempo."



- Ooaah...Aveeee Fêniiiiiiix!!! "Explode seu cosmo intensamente, lançando sua técnica para repelir o rugido de Wyvern, lançado a curta distância."



"Os dois golpes se colidem violentamente."



"Uma grande devastação toma conta do local, formando uma grande quantidade de fumaça."



- Tsc...você é realmente patético, Cegueta! "Pujol cerrando seu punho, enquanto a fumaça começa a se dissipar. O espectro já estava um pouco impaciente."



"Cegueta encara Wyvern seriamente, sem esboçar reações. Sua armadura sofre algumas rachaduras, devido ao impacto das técnicas ter acontecido num raio muito próximo."



"Pujol encara-o também. Os dois trocam de olhares, com ódio e desejo de matar um ao outro. A fumaça já estava desaparecendo."




- Não adianta Pujol, por mais que você tente, jamais conseguirá me atingir com palavras vazias. "Estreita seus olhos."




- Não passa de um capacho de Hades, que acha que sabe tudo, quando na verdade vive sendo manipulado. "Fala com desprezo, enquanto se põe em posição de ataque."



- Como ousas profanar Hades-sama? Seu sagrado nome não merece ser proferido por um verme como você! "Responde friamente, embora borbulhasse de raiva por dentro."



- Não me faça rir, Wyvern! "Responde seriamente, enquanto eleva seu cosmo."




- Vou te mostrar que o verme aqui é você! "Explode seu cosmo ao máximo."



"Pujol esboça um sorriso, achando graça."



"Maldito espectro...vou lhe mostrar todo o meu poder! Não medirei esforços para derrotá-lo!" "Pensa consigo, tomado pela raiva."






"Cegueta eleva seu cosmo intensamente, chegando ao seu ápice. As chamas começam a brilhar mais intensamente."



- Interessante...o cosmo dele finalmente alcançou um nível capaz de me ameaçar..."Fala enquanto observa surpreso."



- Irei incinerá-lo, Pujol de Wyvern, e espalharei suas cinzas pelo Meikai! "Fala em tom ameaçador."



- Te garanto que quem irá morrer é você, Fênix. Seu poder não é o suficiente para me derrotar. "Estreita seus olhos, encarando Cegueta."



- Isso é o que veremos. Juiz, seu destino é a morte, aqui e agora! "Aponta seu dedo para Pujol, enquanto emana um cosmo absurdamente agressivo."



- Vá em frente Fênix..."Fala esboçando um sorriso cruel, enquanto encara Cegueta."



"Cegueta é envolto pelas chamas, se preparando para atacar."



"Pujol também eleva agressivamente seu cosmo."



"Cegueta alcança seu limite. Uma fênix em chamas se materializa em volta do cavaleiro de bronze."



- Oooooaahhhh...sinta...o bater das asas de fênix!!! "Explode seu cosmo."



"Uma gigantesca fênix de fogo avança com tudo para cima de Pujol."



- Tão ingênuo..."Fala sem se mover, concentrando seu cosmo em uma das mãos."



"Seus olhos ficam vermelhos, brilhando intensamente."



"As ondas do seikishiki começam a rodear Pujol de Wyvern."



- Sua tentativa será em vão! "Estende seu braço, enquanto um poderoso vortéx começa a se formar através do seikishiki, que concentra em seu punho."



"O vortéx surge diante de Wyvern, absorvendo a técnica de Cegueta."




- Não pode ser...que filho da puta!! "Fala furiosamente, ao ver seu golpe desaparecer diante de seus olhos."


- Como eu havia lhe dito antes, seu poder não é o suficiente para me derrotar! "Fala esboçando um sorriso doentio, enquanto as ondas do seikishiki rodeiam o espectro."



- Tem certeza disso, Wyvern?? "Responde rispidamente para o juiz."




- Absoluta! Seu prazo de validade já venceu, Fênix! "Vocifera para cima de Cegueta."



- Tolo! Por acaso você se esqueceu sobre a Fênix? "Fala enquanto eleva novamente seu cosmo."



- A fênix é uma ave imortal, que renasce das cinzas. Para ela, não existe prazo de validade, e tampouco para mim! A morte simplesmente não faz parte do meu vocabulário. "Cegueta afirma confiante."



- Sua inocência me surpreende, Fênix..."Encara o cavaleiro de bronze com desprezo."



- Você não passa de um mero humano, Cegueta. A armadura em si é imortal, mas não o seu portador. "Estreita seus olhos, encarando seu oponente."



- Isso pouco me importa, Wyvern. O que realmente interessa é que sua carreira como juiz acaba aqui..."Responde a altura, provocando-o."



- Além de ingênuo, é extremamente prepotente...tsc..."Encara o cavaleiro de bronze."



"Cegueta retribui o olhar, enquanto chamas rodeavam o cavaleiro de bronze."



- Vamos ver se você será capaz de acabar com a minha carreira, Fênix!!! "Fala em bom tom de voz, enquanto se põe em ofensiva."



- Você também é arrogante juiz. Despreza seus oponentes sem ao menos tê-los derrotado ainda. "Responde encarando o juiz."




- Insolente...a sua derrota é questão de tempo. É inevitável! "Eleva seu cosmo bruscamente."



- Greatest Caution!! "Concentra todo seu cosmo em seu punho, partindo pra cima de Cegueta."



- Idiota...se for para morrer, levarei você junto!!! "Explode seu cosmo agressivamente."



- Oooooaahhh...Vôo da Fênix!!! "Concentra todo seu cosmo em seu punho direito, contra-atacando."



"As duas técnicas se colidem, formando um enorme clarão."



- A medida que lutamos, sinto que seu cosmo se desenvolve cada vez mais...droga..."Comenta enquanto observa a colisão das técnicas, em meio ao clarão de luzes."



- Ooooooaaaahhhh..."Cegueta sai em meio ao clarão, avançando com tudo pra cima de Pujol."



- O quê?? Merda!! "O espectro é pego de surpresa."



- Receba...Asas Ardentes de Fênix!!! "Explode seu cosmo, atacando Pujol a queima roupa."



- Aahhhhh..."É atingido em cheio."



- Te acertei, desgraçado..."Comemora ao ver o espectro sendo atingido."



- Argh...droga..."Solta um gemido, enquanto está caído no chão."



- Agora diga-me...aonde está Hiramaru de Capricórnio? "Pergunta pelo paradeiro do cavaleiro de ouro."



- Hahahaha...acalme-se, Fênix. Eu ainda não fui derrotado. "Responde esboçando um sorriso vermelho."



- Já te disse que só irei contar se você me derrotar...e isso está longe de acontecer..."Encara Fênix."



- Creio que você esteja enganado, Wyvern. Irei matá-lo em meu próximo golpe! "Fala enquanto explode seu cosmo ao máximo."



- Maldito, você vai pagar caro por isso!! "Fala tomado pelo ódio."



- Pode vir, Wyvern..."Cegueta alcança seu limite, seu cosmo transborda, incendiando todo o local."



- Parabéns Fênix...você conseguiu o que queria! Irei atacá-lo usando meu verdadeiro poder! "Seu cosmo negro como o ébano passa a rodear o espectro."




- Mostre-me todo seu poder, Wyvern!! "Desafia o espectro."



"As chamas envolta de Cegueta começam a crescer de forma avassaladora."



- Essa luta termina aqui. Você jamais substituirá o lendário Ikki de Fênix. Não passa de um projeto de cavaleiro..."Fala raivoso, desprezando Cegueta."



- É mesmo? Esse projeto de cavaleiro que vós fala aqui será o seu algoz! Prepare-se juiz, para conhecer a morte in loco! "Explode seu cosmo."



- Tolo...eu sou a morte!!! "Explode seu cosmo ao máximo. A figura de Wyvern brilha intensamente por trás do espectro."



- Morra Fênix! Greatestoooo Cautiooon !!!! "Explode seu cosmo, destroçando todo o terreno a sua volta."



"Athena...Ikki...Dukeee...amigos...adeus..." "Eleva seu cosmo bruscamente, apostando tudo de si."



- Ooooooaahhh..."Seu cosmo alcança o limite, materializando uma furiosa fênix em chamas."



- Moooorraaa Pujoooool !!! Ave Fêniiiiiiix !!! "Lança sua técnica, usando o extremo de seu cosmo."



"Uma explosão gigantesca acontece no local, sacudindo todo o Meikai."



- O quê? Não pode ser..."Arregala seus olhos, apavorado."



"Em meio à fumaça, Pujol se mantinha incólume, enquanto eleva seu cosmo bruscamente."



- Ahhh...ah...de onde ele tira essa força?? "Estava esgotado fisicamente."



- Seu imbecil, você queimou seu cosmo a toa. Agora não tem mais condições de lutar contra mim. "Fala desprezando Cegueta."



- Você que pensa, Wyvern! Eu jamais me permitirei ser derrotado por um juiz! "Fala determinado, encarando Pujol."



- Assim como o meu antecessor e mestre, Ikki de Fênix, que derrotou e humilhou o juiz de Garuda na última guerra santa! "Se relembra das histórias que Ikki havia lhe contado sobre a guerra de 1990."



- Seu retardado..."Ri da cara de Cegueta."



- A nova geração de juízes do inferno são infinitamente superiores. Aqueles que foram derrotados em 1990 são insetos, perto de nós! "Explode seu cosmo furiosamente."



- Cala booocaaa!!! "Avança com tudo pra cima de Pujol."



- Idiota..."Fala com desprezo, ficando imóvel, diante de Fênix, que se aproxima rapidamente."



- Grooooooaaaaaaaaaahhhhh..."Quando o cavaleiro de bronze está perto, Pujol solta o Rugido de Wyvern a queima roupa."



- Aaaaaaahhhh...desgraçadoooo..."É atingido em cheio por Pujol."



"Fênix cai de cara no chão."



"Pujol olha com desprezo para Cegueta."



- Droga...realmente...é difícil acreditar que esses juízes foram mortos há mais de 30 anos atrás...esse cara parece a porra de um deus..."Se contorce de dor."



- Mesmo assim...não posso perder para esse cara...não posso..."Fala enquanto se levanta."



- Sua determinação é admirável...mas..."Solta um suspiro profundo."



- Essa luta já acabou!!! "Explode seu cosmo, enquanto ondas do seikishiki rodeiam seu corpo."



"O espectro desaparece diante de Cegueta."



- O que diabos é isso? Ele sumiu! "Fala impressionado."



"Eis que Pujol aparece por trás de Cegueta, voando com tudo pra cima dele."



- Que porra é essa?? "Leva um susto, sendo pego de surpresa."



- Esse é o poder das ondas do inferno!! Morra Fênix!! "Explode seu cosmo."



- Greatestooo Cautioooon !!! "Concentra todo seu cosmo em seu punho direito, e lLança sua técnica fatal à queima roupa."



- Aaaaahhhhh..."Cegueta é transpassado pela técnica em seu coração, matando-o."



"Cegueta cai morto no chão, completamente derrotado, e com seu coração destruído."



- No fim de contas, ele não era grande coisa. "Fala enquanto observa o cadáver de Cegueta."



"Sem Pujol perceber, outra pessoa assistia ao embate no topo de uma colina, em silêncio."

================================================================

Não percam o próximo episódio.

_________________

“Nada é mais justo na vida do que a própria morte. Não importa a cor da sua pele, não importa a profissão exercida, não importa a crença acreditada, não importa aonde nasceu e tampouco de onde veio. Todos, sem exceção nenhuma, irão voltar à terra, para apodrecer e servir de alimento aos vermes.”
avatar
Aiacos
Berseker
Berseker

Mensagens : 1491
Cosmos : 20009072
Data de inscrição : 03/02/2013
Idade : 26

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Thanatos em Sex Jun 14, 2013 3:15 am






O clima em Asgard estava tenso, inumeras lutas! Kiwill está indo ao encontro de Malakh e seu grupo, por outros lados de Asgard, próximo ao Palácio Vallhala Mirapolos, possuído pela alma de Ares, luta contra o Guerreiro Deus de Merak e está prestes a dar o golpe final....




Expandir esta imagem


- Idiota..."Despreza o guerreiro deus, enquanto observa o estrago."



- Aaaaahhh...nãooooooo...malditos cavaleiros de Athenaaaa..."É atingido em cheio, sendo arremessado com violência para o alto."


"Merak cai no chão, desacordado, sem condições de conter a fúria de Ares."


Expandir esta imagem Ver em tamanho real


"Mirapso observa em silêncio a batalha entre os dois, impressionado com o que estava acontecendo com seu querido pai."



É o seu fim Larvenberg, este é o preço por ferir um Deus!


Essa historia de Ares....Mirapso.... "Constrangida, indaga Jessica"



Ares...! O Deus da Guerra....é meu pai?! Não posso acreditar nisso, é impossível!
Mas este cosmo...!



Antes de te matar....Matarei esses dois insetos que sabem da minha presença! 
- Eles jamais poderão sair daqui com vida e estragar o meu plano "Pensa o Deus da Guerra"



Não pode ser! Cuidado Jessica!



MORRAM INSETOS






GREEEATOOo HOOOO-....







Arrrggf...! Ma-mas oque?! "Ares cai no chão de repente para supreza de todos"
Não estou conseguindo controlar o corpo desse humano!!! Arrggh!!!



Mirapso, devemos sair daqui e avisar sobre a situação aos outros!!



Oque está falando, Jessica? Esta é a hora, Larvenberg está desmaiado, e o meu pa-....não ARES está caido é a chance para acerta-lo!



Mas Mirapso!!!



VAAAAMOS LÁ!!!!



Ca-cavaleiros....



OQUE!?



Cavaleiros......
...do futuro.... "Começa a se levantar...Mirapolos recupera a consciência"



Mirapolos?!



Papai!! Oque está acontecendo com você!?



Vo-vocês devem sair daqui IMEDIATAMENTE! Avisem Athena....! Jovens do futuro!
Agora me lembro de tudo! A-.......


Rá-rápido, CAVALEIROS DA ESPERANÇA encontrem Malakh! Da-darei um je-je-i-to....Nisso..!


AGORA VÃO!



Mas Mirapolos......!



VAMOS JESSICA!



Oque!?



Vamos embora, tenho certeza que meu pai contornará esta situação! É assim que vive um Cavaleiro de Ouro!
Este é meu pai! Abrindo caminho para os jovens Cavaleiros! 
VAMOS, JESSICA! Posso sentir o cosmo de Malakh, rápido!



Mirapso...."Pensa Yuna seguindo o Cavaleiro de Orion filho de Mirapolos com muita tristeza prevendo o pior"

"Os dois bronzeados saem do campo de batalha ao encontro de Malakh, Mirapolos ainda estava atordoado parecendo evitar alguma coisa"



GGg-ggrrr....Não irei aguentar....ma-mais....tempo....


Eles já estão bem longe, sinto o cosmo de Kiwill....Isso afastará Ares de meu filho....Malditos Egip............



BAAAAAAAAAASTA!!!!


MALDITO HUMANO!!! ACHA QUE PODE ATRAPALHAR MINHA RESSURREIÇÃO!
APESAR DE TER JUNTADO MEU PODER COM O SEU EU JAMAIS PERDOAREI POR ESTE ATO!
MEU PLANO ESTÁ EM RISCO! Devo pensar em alguma coisa....


Antes, farei este inseto insignificante sumir do mapa....SUMA GUERREIRO DEUS!






ESPERE!



OQUE!? 
- Alberich!? heiHEheheAHhahaha....Perfeito...!  "Pensa Ares, com alguma estrategia nas mangas o verdadeiro Deus da Guerra"



Cavaleiro de Touro, colocarei um fim nesta palhaçada! Prenderei você para sempre em minha ametista!



Será que pode mesmo? Guerreiro Deus de merda!? "Provoca Alberich"



Miseravel prepare-se!



Continua...

avatar
Thanatos
Garanhão Coronas
Garanhão Coronas

Mensagens : 1146
Cosmos : -78991603
Data de inscrição : 12/02/2013
Idade : 31
Localização : Grécia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Pujol em Sex Jun 14, 2013 7:46 pm

Meikai, o mundo de agonia extrema ao qual as almas humanas que não foram consideradas heroicas caem, após uma terrível batalha neste mundo o governante do submundo retorna ao seu trono.
 
Pandora estava em Giudecca a espera da Hades, quando o mesmo surge do nada em seu trono.
 
Pandora: Hades-sama, vejo que não foi possível realizar o acordo com Athena. “Falava em tom cabisbaixo ao ver a expressão de seu imperador”
 
Hades: Exatamente, fui tolo em acreditar que poderia fazer uma aliança com aquela fedelha. “Hades coloca sua mão em sua testa”
 
Pandora: Senhor, oque o levou a pensar nesta possibilidade?
 
Hades: Após ela enviar um de seus santos ao Tártaro, acompanhado de um dos meus juízes, passou a existir essa possibilidade em minha mente, afinal o cavaleiro de Touro se redimiu a ajudar a me libertar. “Explana”
 
Pandora: Mas oque aconteceu lá em cima? “Pergunta aflita”
 
Hades: Aquele ser insolente, o grande mestre do santuário, Tiommio, atrapalhou as negociações, mesmo com Athena pedindo para que ele ficasse calado, mas deixei algo a eles, exceto a Athena.
 
Pandora: Oque senhor?
 
Hades: Herdei algo de meu pai, o poder da clarividência e consegui prever o futuro daqueles dois, mas Athena terás uma grande baixa na próxima guerra. Agora deixe me descansar. “Fala com tom autoritário”
 
Hades: sacrificar a alma de Cronos para conseguir criar um novo corpo foi a melhor chance que tive, mas este corpo ficará em um lugar ainda mais resguardado. “Pensa”
 
Enquanto isso.
 
Pujol: No final ele não foi grande coisa.
 
Pujol se aproxima da alma de Cegueta, que tinha sido perfurada no peito.
 
Pujol: Está na hora de destruir sua alma. “Fala enquanto chamas rodeiam seu punho”
 
Pujol crava sua mão dentro da alma de Cegueta, injetando as chamas diretamente no centro da alma do mesmo, que começa a se tornar cinzas.
 
Pujol: Este foi o trato cavaleiro.
 
Pujol volta à atenção para o corpo de Cegueta e a armadura de Fênix, Pujol olha enquanto a armadura do cavaleiro se posta montada em sua frente, a mesma parecia proteger o corpo de seu antigo usuário.
 
Pujol: Comovente, até mesmo a armadura lhe protege, mas você foi um incompetente e pagará por isso. “Fala de modo sério”
 
Pujol manifesta seu cosmo e o sekishiki, o mesmo condensa uma grande massa de energia em sua mão e estende a mesma, transformando em uma espécie de lança negra como o céu do Tártaro.
 
Pujol: Você viu tudo oque aconteceu, serás a prova e a bandeira que encaminharei para o Santuário. “Fala em tom de comando”
 
Pujol atira a massa de energia em direção a armadura, que virá cinzas facilmente.
 
Pujol: Estás cinzas são o testamento deste cavaleiro, estás cinzas serão minha saudação a guerra que surgira, por culpa de Athena e seus cavaleiros e o mais importante de tudo você é o aviso sobre oque acontecerá a aqueles que invadam o Meikai. “Pujol muda para um tom ameaçador”
 
Um portal é criado e suga as cinzas da armadura de fênix, Pujol havia decidido entregar a mesma ao Santuário como forma de aviso sobre o destino dos invasores do Meikai.
 
Pujol: Agora veremos oque farei com você traste.
 
Pujol anda na direção de Cegueta, o agarra pelos Cabelos e o arrasta.
 
Pujol: Você merece ser enterrado no Cóccitos, será a bandeira que ficará em frente a minha Moradia.
 
Sem saber, o espectro responsável pela área estava a observar a luta.
 
Aiacos: Então você estava testando seu oponente, não é Wyvern?
 
Cóccitos, o inferno destinado aos que pecaram contra um Deus, em algum lugar perto da primeira esfera.
 
Pujol: Será aqui, este cavaleiro se tornará um standard de batalha.
 
Pujol arremessa Cegueta em um morro de gelo.
 
Pujol: Agora irei para onde Hiramaru esta. “Pujol sai andando em direção ao Rio Aqueronte”
 
Giudecca.
 
Pandora: Maldito Pujol, você me matou a sangue frio na última encarnação, mas tenho que admitir que tevês seus motivos, ainda mais com relação a minha traição a Hades. “Pensa enquanto se dirige a seu quarto”
 
Pandora: Malditos deuses gêmeos, vocês traíram Hades-sama e me fizeram trair ele também! “Esbraveja”
 
Pandora: Pujol, talvez eu deva te matar.. “Uma voz surge das sombras”
 
???: Não culpe minha majestade pelos seus fracassos Pandora!
 
Pandora: Você Valentine! Veio me enfrentar igual ao que aconteceu no século 18!
 
Valentine: Não, apenas vim te avisar Pandora, se tentar alguma vingança contra Pujol-sama, irei te destruir, mesmo que eu precise morrer para isso.
 
Valentine se joga pela janela, Pandora verifica e constata que o mesmo sumiu.
 
Pandora: Era apenas uma das Harpias dele. "Suspira"

Pandora: Maldito Valentine, maldito Pujol..... Mas por que ainda sinto certo conforto perto de você? Isso deve significar que você é mesmo aquele espectro que me salvou de Alone.
 
Pandora fecha a janela em meio a seus questionamentos, a mesma estava visivelmente dividida entre sua raiva e seu sentimento de lealdade a Hades, talvez houvesse algum sentimento para o Wyvern que a salvou em épocas passadas, mas daquele Wyvern só sobrou à presença assustadora e a lealdade a Hades.
 
Hades: Que meigo “Fala carregado de sarcasmo” tantos confrontos em meio a meu exército, mas nada poderá me deter, meus combatentes finalmente estão preparados, bem como meu último recurso.
 
Hades fala enquanto olha para uma tapeçaria que retrata um lugar no Tártaro, um ponto diferente, mais profundo onde nem mesmo Erebus havia entrado, mas Hades já havia dominado o local.
avatar
Pujol
CEO Empalador
CEO Empalador

Mensagens : 1249
Cosmos : 20006067
Data de inscrição : 16/02/2013
Idade : 25
Localização : 4ª Esfera: Giudecca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Aiacos em Dom Jun 16, 2013 11:55 pm

===============================================================

"Enquanto isso, em algum lugar nas redondezas de Asgard..."



"Nosso cenário se passa em uma bela casa de madeira em meio à densa neve que cobria Asgard por milênios. Draco havia levado Hunter desacordado para a residência de uma jovem que havia sido salva pelo guerreiro deus."



- Aahhh...que lugar é esse?? "Hunter se levanta, num susto, olhando para os lados."



- Que bom que você acordou. "Uma bela jovem se aproxima de Hunter, sentando-se na beirada cama."



"Hunter esboça um sorriso maroto ao ver a bela jovem na sua frente."



- Você está bem?? "Pergunta preocupada, enquanto olha para as ataduras nos braços de Hunter, examinando-as."



- Eu estou ótimo. Me desculpe, mas aonde estou? Quem é você? "Olha-a em seus olhos, encantado com a jovem à sua frente."


- Meu nome é Ursula. Você está em minha humilde residência.  "Responde tranquilamente para Hunter, enquanto se levanta à sua frente."



- Como vim parar aqui, senhorita Ursula? "Pergunta com um novo sorriso estampado, enquanto tira o cobertor que cobria seu corpo."



- Um guerreiro deus trouxe você até aqui, e pediu para mim cuidar de você. "Responde seriamente para o cavaleiro de ouro."



- O quê?? E aonde ele está?? "Seu semblante muda radicalmente, ao se lembrar dos últimos acontecimentos."



- Acalme-se! "Fala visivelmente assustada, dando alguns passos para trás."



- Aonde está minha armadura? E a minha adaga?? "Pergunta furiosamente, se levantando da cama em um salto, agarrando a jovem pelos ombros, sacudindo-a violentamente."



- Por favor, acalme-se!! Eu não tomei nada de você!! Está tudo aí! "A jovem cai em prantos, sua tiara cai ao chão, soltando seus cabelos. Estava apavorada com a raiva contida em Hunter."




"Eis que Hunter olha para o lado, e vê sua armadura montada, descansando silenciosamente."



"Assim como também vê a adaga dourada, que estava sob uma mesa na sala, ao lado da armadura de ouro."



- Muito bem, devo me apressar. "Hunter larga Ursula, deixando-a cair ao chão, e se aproxima da armadura de ouro."



"Ursula cai em prantos, com medo e receio daquele cavaleiro de ouro. Estava em estado de choque, se relembrando da traumática experiência vivida anteriormente, antes de ter sido salva por Draco."



"O cavaleiro veste a sua armadura rapidamente, e pega a adaga em mãos, indo em direção à porta."



- Espere, eu não posso deixar você ir! "Se põe a frente de Hunter, na porta."



- Por favor, saia da minha frente. Agradeço por ter cuidado de mim, mas tenho uma missão! "Fala se aproximando de Ursula."



- Espere...beba um pouco de café, por favor! "Tentava impedir a saída de Hunter do interior de sua residência. Queria que permanecesse até que Draco chegasse."



- Agradeço o convite, mas preciso partir! "Fala impacientemente."



- Por favor, fique um pouco. Aceite meu café! "Suplica na sua frente."



- Já que insiste..."Se afasta da porta, se sentando em uma cadeira."



"Sem os dois notarem, um lobo negro observava os dois através de uma janela, na escuridão."



- Desculpe a pergunta, mas o que você faz aqui em Asgard? "Ursula pergunta gentilmente para Hunter, enquanto senta-se diante dele, encostando sua cabeça em seus braços, olhando-o com ternura."



- Com todo o respeito, isso não é de sua conta, jovem senhorita. "Responde rispidamente, enquanto termina de tomar seu café."



- Por que você é tão rude? Acolhi você em minha residência, cuidei de seus ferimentos, e é assim que você me retribui? "Pergunta inconformada."



- Você acha que eu tenho cara de idiota? Até parece que eu iria ser acomodado por alguém, ainda mais uma bela mulher, e ser bem cuidado. Está na cara que você é uma subordinada ou até mesmo namorada daquele guerreiro deus.  "Responde secamente."



- A mim vocês não enganam. Agora me dê licença que já perdi muito tempo. "Se levanta indo até a porta."



- Espere, por favor! "Tenta em vão conter Hunter. Ursula não queria que o cavaleiro partisse, enquanto Draco não voltasse."



"Hunter para de caminhar, já no lado de fora da residência, e estreita seus olhos."



- Por favor, ao menos espere até aquele guerreiro deus voltar. Ele quer conversar contigo. "Ursula fala com certa raiva, ficando impaciente com Hunter. "



- Fica quieta! Sinto uma presença hostil por aqui. "Hunter responde grosseiramente, enquanto se põe na defensiva."



- Hmm..então é você o cavaleiro de ouro cujo cosmo senti agora há pouco..."Loki Jr. dá um salto, pousando na frente dos dois, encarando Hunter em seus olhos."



- Oh...outro guerreiro deus. Que bom..."Responde aliviada, sem ao menos saber a verdade que estava por trás de tudo."



- Diga-me guerreiro deus. O que queres? "Sem perder tempo, vai direto ao ponto, encarando Loki."



- Vim matá-lo, obviamente. Todos aqueles que pisarem em Asgard, serão considerados inimigos, e a pena para isso é a morte. "Responde sem pestanejar."



- Então parece que um combate entre nós será inevitável, não é mesmo? "Estava tranquilo, encarando Loki Jr."



- Isso mesmo, cavaleiro de ouro. Não negocio com inimigos. Irei matá-lo aqui e agora! "Se põe em posição de combate."




- Então vamos deixar de enrolações! Ooooaaahhhh..."Explode seu poderoso cosmo."



"Loki Jr. também começa a elevar seu poderoso cosmo, encarando o cavaleiro de ouro."

==============================================================

Continua...

_________________

“Nada é mais justo na vida do que a própria morte. Não importa a cor da sua pele, não importa a profissão exercida, não importa a crença acreditada, não importa aonde nasceu e tampouco de onde veio. Todos, sem exceção nenhuma, irão voltar à terra, para apodrecer e servir de alimento aos vermes.”
avatar
Aiacos
Berseker
Berseker

Mensagens : 1491
Cosmos : 20009072
Data de inscrição : 03/02/2013
Idade : 26

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por -=|R.R.|=- em Ter Jun 18, 2013 9:31 pm

"Dukeee e Ambar chegam a gélida Asgard, onde o sol quase não bate..."











_ impressionante!



_ é uma imensidão branca sem fim.






_bem Amar, não podemos perder mais tempo... vamos seguir em frente... dá pra sentir vários cosmos se chocando, inclusive de nossos amigos.














_ sim, porém... preciso fazer algo antes. -"Fala Ambar, com um tom enigmático, se preparando para mudar de postura."



"Virgem senta ao chão, em posição de meditação e começa queimar o cosmos... Leão não entende a atitude do companheiro."



_Ambar, que diabos está fazendo? Isso não é hora... - "Até que é interrompido pelo virginiano."


_ escute bem o que vou dizer, Dukeee. Quando eu ainda era muito jovem, as pessoas do vilarejo achavam que eu previa o futuro. Mas, na verdade, eu apenas tinha um dom de enxergar adiante, muito antes de um humano normal.


_como assim? - "Questiona de olhos cerrados."


_é como se eu pudesse enxergar com os olhos de Buda quando começo a meditar.



_ me concentrando, posso enxergar de muito longe. Parece que esse dom amplificou depois de cair no Meikai e despertar o oitavo sentido.



_creio que posso encontrar a localização exata do palácio que me descreveram... - "Afirma Virgo, concentrando uma enorme quantidade de cosmos com as mãos esticadas."



_mas... mas... isso é incrível! Será mesmo?



_ohm






_achei!







_ deve ser este o lugar...



_hummmmmm



_QUE???



_ agora que localizei o lugar, mandarei um presente com todo o meu carinho. Espero que me deem a devida atenção. - "Ambar começa a concentrar uma incrível energia entre suas mãos...o que ele pretende?"


_ o que vai fazer Ambar? Não me diga que... (acho que não, estamos muito longe...)- "Pensa, Dukeee."



_ preste atenção, Dukeee...






_recebam esta singela mensagem!



_Tenma Kōfuku - RENDIÇÃO DIVINA!!!









"Virgem manda uma imensa rajada cósmica para o céu..."




_impressionante!


"... esta, viaja e começa a decair ao se aproximar do castelo..."




"... atingindo em cheio uma parte do palácio!"




_ que explosão é essa? Foi próximo ao palácio de Valhalla... ora, será que?



_aqueles malditos cavaleiros... além disso, podia sentir um cosmos muito agressivo e altamente poderoso. - " Fala do cosmos de Ares, deus da guerra."


_ preciso retornar ao palácio imediatamente. - "Esbraveja Dubhe, um pouco distante do castelo de Asgard."


"Enquanto isso, no palácio..."


_ mas o que foi isso?



_quem teria essa audácia? seja lá quem for, não consigo sentir sua presença...



_droga!


"Até que uma imensa imagem de Buda é projetada aos olhos de Alberich que não acredita no que vê.




_o que significa isso?



_o engraçadinho que fez essa brincadeira vai pagar com a vida medíocre dele...


"A imagem, então, desaparece..."






"Retornando ao lugar onde Dukeee e Ambar se encontram..."





_parece que receberam minha singela mensagem.


_espero que retribuam  o carinho o mais rápido possível.


_muito bom Ambar. Gostei do seu estilo!


_que saiam da toca e sintam o peso do meu punho. - " Dukeee ergue seu punho para Ambar."


_hummmm



"Próximo dali, alguns soldados de Asgard se aproximavam..."


_esse clarão partiu daqui.
_ quem serão eles?
_vamos averiguar...



_parece que temos companhia...



_hummm será que estão escondendo o cosmos?



_ não se preocupe, eu me encarregarei deles.


_não vou demorar.



"Dukeee parte em direção a suposta ameaça."








_esperem, tem alguém se aproximando.





_ esse brilho dourado... É UM CAVALEIRO DE OURO!!!!!! "Berra um dos soldados ao avistar Dukeee de Leão."



_vejo que são guerreiros de Asgard... escutem... me digam onde estão meus companheiros e nos levem ao palácio.



_ hahahahaha idiota! Vocês, cavaleiros são inimigos de Asgard.


_isso mesmo!!! Vamos te matar, cavaleiro de Athena.


_morrerá aqui mesmo!!!!


"Sem cerimonia, todos atacam Dukeee ao mesmo tempo..."





_idiotas...


_RELÂMPAGO DE PLASMA



_ é um sacrilégio usar minha técnica em adversários desse nível.


_Argh... é muito forte...

"Todos morrem com o ataque do leonino furioso."


_ acredito que, pelo nível tão baixo, não sejam guerreiros deuses. Podia ter pegado mais leve e feito eles falarem... mas... deixa pra lá.



_ não podemos perder mais tempo! Escuto explosões e choque entre cosmos desde que chegamos.





---------------------------------------

Continua...


Última edição por Virgo no Ambar em Sex Jun 21, 2013 7:50 pm, editado 5 vez(es)

_________________
"As Flores brotam, e morrem...As estrelas Brilham, Mas um dia se apagarão...Tudo morre...A terra,o Sol, a Via Láctea e até mesmo todo este universo não é exceção! Comparado a isto, a vida do homem é tão breve e fugidia quanto um piscar de um olho...Neste curto Instante, os homens nascem, riem, choram, lutam, sofrem, festejam, lamentam, odeiam pessoas e amam outras! Tudo é transitório...E em seguida, todos caem no sono eterno chamado morte."
avatar
-=|R.R.|=-
Mestre Cervejeiro
Mestre Cervejeiro

Mensagens : 966
Cosmos : -87994522
Data de inscrição : 12/01/2013
Idade : 37
Localização : Santuário - Grécia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Hunter em Qui Jun 20, 2013 6:59 pm

Hunter estava em uma cabana em asgard junto com ursula 

e quando estava prestes a ir embora se depara com um guerreiro deus que o
ameaça e o desafia para um combate."

 Isso mesmo, cavaleiro de ouro. Não negocio com inimigos. Irei matá-lo aqui e agora! "Se põe em posição de combate."



Maldita isso tudo foi um plano? (fala virando-se para Ursula)



Nao,eu nem conheço este guerreiro



Porque você nao veste logo a sua armadura para eu poder mata-lo



Nao existe necessidade de usala contra você (fala debochando de Loki Jr)

Maldito.Nao fique se achando,um misero cavaleiro de ouro nao é pareo para um semi deus
(fala irritado partindo pra cima do Hunter)

''Loki acerta Hunter com um golpe na velocidade da luz em 
sua barriga que o joga contra a parede da cabana''

Cavaleiro vc esta bem? (fala com o cavaleiro caido)

Guerreiro deus nao o Ataque ele ainda esta muito ferido!

Menina tola nao interfira,isso nao foi nada! (levanta com certa dificuldade)

Mas.. (fala sendo interrompida pela determinaçao do cavaleiro ao levantar-se)

Se ouvi bem vc disse que era um semi-deus certo? oque isso quer dizer?

Ja que ira morrer mesmo vou lhe dizer



Eu sou Loki Junior filho de Loki, O deus da trapaça decidiu copiar o plano de Odin, 
que decidiu selecionar algumas jovens para copular, 
gerando novos semi-deuses que se tornariam guerreiros deuses no futuro



Entao ele é um deles,no final minhas suspeitas estao certas
o plano dos deuses nordicos era criar guerreiro deuses
Semi-deuses. (pensa analisando a situaçao)



Droga.se todos guerreiros deuses forem semi-deuses preciso 
sair de asgard o mais rapido possivel (pensa preocupado)





Chega de baboseiras,vamos começar logo com essa batalha.



Ursula,quando voce se apresentou eu nao lhe disse meu nome.Pois bem direi agora.
(fala enquanto chama sua armadura com seu cosmo)



''A armadura de aries veste se no corpo de Hunter''



Meu nome é Hunter Cavaleiro de ouro de Aries! (fala escondendo a adaga em sua armadura)



''como sera que terminara essa batalha?quem saira vitorioso?
avatar
Hunter
Falhador
Falhador

Mensagens : 629
Cosmos : 10007942
Data de inscrição : 27/12/2012
Idade : 22
Localização : Desconhecido

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Pujol em Sex Jun 21, 2013 7:59 pm

Pelas sombras de Asgard um guerreiro corria silenciosamente, sua mente estava focada, mas seu coração estava em dois lugares distintos.

Draco: Droga, será que foi uma boa ideia deixar minha irmãzinha com aquele cavaleiro? "Pensa se questionando"



O mesmo aumenta sua velocidade, o mesmo deixa um sorriso escapar, agora ele parecia decidido e nada iria mudar seu rumo.

Draco: Enquanto estou ausente, quero que cuide de minha irmãzinha, Cavaleiro de Aries, mas caso você perca para este verme do Loki jr e minha irmã morra.... "Continuava a pensar"



O mesmo aumenta a velocidade mais uma vez, a distancia para Dohlyn o guerreiro Deus de Mizar, já se tornou pequena, pois o mesmo viria a conseguir ultrapassar a velocidade de Mizar.

Draco: Eu irei atrás de você no inferno. "Pensava"



O mesmo havia alcançado seu irmão mais novo, Mizar, enquanto seu irmão nem percebia a sua presença, Draco se preparava.

Draco: Mãe, agora eu poderei cumprir oque lhe prometi, cuidarei de Dohlin e após destruirei Odin. "Pensava em sua mãe enquanto falava tais palavras, quase que sem som"



Qual será o próximo passo de Dohlin?
avatar
Pujol
CEO Empalador
CEO Empalador

Mensagens : 1249
Cosmos : 20006067
Data de inscrição : 16/02/2013
Idade : 25
Localização : 4ª Esfera: Giudecca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Thanatos em Sab Jun 22, 2013 1:33 am





DOOOOOOOOOONAAAAR!!!!






Gggrrrrff.....
Loki....!!!!!
 " Fala forçando os dentes "


DONAR! Como pode soltar aquele traidor?
Isto será imperdoável! Seu pai nunca te perdoará!


Loki....Eu já sei de tudo! Você eliminou meu pai não é mesmo?
Filho da puta enganando todos os Guerreiros Deuses que lutam por uma paz no mundo!
Nos fizeram passar por treinamentos desde de pequeno, não tivemos vida e tudo para isso?
Realizar o seu desejo de tomar a Terra finalmente?


Ihiehhahaahahha, parece que andou conversando muito com Midgard, Donar....
Mas você é tolo em pensar que seu pai queria paz neste mundo!
Ele tinha o mesmo desejo que eu! Por isso eu mesmo dei um fim a aquele Deus corrupto!


Impossível, eu como o encarregado de segurar o Martelo Mjolnir consigo sentir a tristeza em meu pai...e não só isso sinto outras almas tristes, os antigos Deuses Asgardianos!


Independente do que pensas, já sabes de mais e ainda nos traiu soltando o Cavaleiro traidor!
Eu, Loki, colocarei um fim em sua vida Donar de Phecda!
MORRERÁS AGORA, SINTA O PODER DO VERDADEIRO DEUS DE ASGARD!


Maldito demônio! Por Odin, por meu pai e todo o povo Asgardiano, eu irei ao menos lhe ferir!
Filho da puta estuprador!


IIHEHIehehahahh!!! Você não chegará nem perto de me ferir, filho do Deus caído!
Oque irá fazer? Quer lutar? Ajoelhe-se agora mesmo e morra sem dor Donar!


Eu irei me ajoelhar sim....."Estranhamente Donar começa a se ajoelhar na frente de Loki"

IHiehhahahahaha, idiota!

Irei me ajoelhar para lhe atacar, maldito! O meu ataque mais poderoso! "Segurando os dois Martelos e os cravando no chão um de cada lado"

Oque disse?!

RECEBA! OS GRANDES TROVÕES DE MJOLNIR!


!!!!!! MJOLNIR ASGARDIAAANN......
......THUUUUUUUUUNDER INVOKATION
!!!!!!



"O céu escurecia...nuvens se tornavam pretas como a noite, raios passavam de nuvens em nuvens. Parecia que de alguma forma os raios estavam ganhando força ao passarem entre as nuvens....Quando finalmente eles começa a cair na Terra na direção de Loki"

Esse Martelo, sempre me causando problemas....mas desta vez não é Thor o Deus dos trovões para invocar os verdadeiros raios sagrados!
"Loki mantinha se parado, uma barreira de energia rodiava seu corpo e iam em direção a Donar"

ROOOOOOOAAAA COSMOOOOO!!! VAMOS, TENHO QUE RESISTIR E ACERTA-LO AO MENOS UMA VEZ!!!! "Pensa o Guerreiro Deus filho de Odin, para mostrar que Loki pode ser derrotado aos Cavaleiros"

 MARTELO MJOLNIR!!!!

"Uma voz do além começa a conversar com Donar"

Donar....Donar....Donar de Phecda!

RUUUUUOOOOOOAAAA!!!
Mas oque? Que voz eh essa?


Concentre-se! Você carrega o sangue do nosso Pai, e o meu sangue! O verdadeiro dono do Martelo Mjolnir! tente mais uma vez, com todas as suas forças!!!!! DONAR!!!

Oque!? Thor!? Deus dos Trovões!!
Eu sabia que sentia a presença de todos vocês, os verdadeiros antecessores de Asgard!
ISSO ME ANIMA!!!

AHAHAA, QUEEEEEEIME COSMOOOO ESTE SERÁ O ULTIMO ATAQUE!!!



Está louco?! Falando sozinho!? AHhahah, morra com seu próprio ataque então Donar...

ROOOOOOOOOOOOOOOAAAAAAAA "Queima tanto seu cosmo que Donar começa a brilhar feito uma estrela"
POR ODIN, POR THOR E TODOS OS OUTROS QUE VOCÊ MANIPULA!!!!! "Apontando O martelo para cima, raios começam a cair no martelo que brilha um azul florescente"

!!!!!! THUUUUUUNDER ORT GRAAAAAV !!!!!

"Donar joga um de seus Martelo diretamente a Loki como se fosse um raio super poderoso"

Mas oque é esse cosmo que sinto!? não pode ser...Sinto varios cosmos neste ataque!!!
NÃO, ele não pode me acertar!!
"Loki permanece imovel"

"E o pior acontece, ao chegar a Loki um dos Martelos de Donar é completamente destruido virando cinzas, porém em meio a fumaça..."

TE PEGUEI!


OQUE!?

ESTE É O VERDADEIRO MARTELO MJOLNIR!!!!!! "Em meio a fumaça Donar aparece frente-a-frente a Loki e o acerta na cabeça com o seu Martelo fazendo-o voar para longe"

Maldito foi só uma distração!? NÃO PODE SER, UUUUUAAAAAAAAAAAAaaaaaa!!

Auff...aufff  "Bufando Donar não aguenta mais ficar de pé e Loki ferido no rosto começa a se levantar"

Como...Como pode, FAZER ISSO COMIGO DOOOOOOOOONARRRRRR!!!!

SINTA O PODER DE UM DEUS!!!!

!!!!!!! ICE AND FIRE.......
.......VOOOOOOORTEXX !!!!!


"Um grande furacão é criado pelo Deus, um furacão feito de Gelo e Fogo que engole Donar"

GGGAAPFFAAAAAAAAAAAAAAA, Pai.....
Infelizmente não pude para-lo, me desculpe a você também meu irmão, Thor....!


Donar....Seu dever foi cumprido, deixaste uma cicatriz em Loki, este será o caminho que abriste aos Cavaleiros para salvar nossa terra e o mundo! Muito obrigado Donar, agora como ultimo pedido, um humano neste mundo poderá carregar o sagrado Martelo Mjolnir, jogue-o para os céus e sinta o cosmo deste humano, DONAR!

Thor....Então será este o meu ultimo feito! Sei muito bem para quem mandar!
VÁ MJOLNIR! DE A VITORIA AOS HUMANOS E A ATHENA!

Adeus, Asgard...Terra...Amigos...Agora estarei ao lado de meu Pai...!

"O Martelo Mjolnir sai em disparada pelos céus, enquanto Donar é totalmente destruído pelo golpe de Loki"

Enfim...desapareceu por completo deste mundo. Este ataque não fere somente o corpo, mas também destroi a alma! Você virou um NADA, Donar...
E o Maldito ainda me feriu bastante! Martelo filho da puta!

MAS OQUE!? O Martelo está aqui ainda e está se mexendo!
Não pode ser....O Martelo saiu voando!!!!! MAS PARA ONDE!?
Desgraça de Mjolnir!!! Sempre me atrapalhando!!! Não consigo localiza-lo....


Mas também, foda-se ninguém consiguirá usa-lo a não ser um filho de Odin, e todos estão praticamente mortos Ihiheiehiahahahaha.
Voltarei aos meus aposentos para a batalha final contra Athena....Eai, eu serei o REI DOS MUNDOS!!!
AAA AHAHAHHAAHA AAAAA HAHAHAHHAHAHAH!!!!



"Enquanto isso Kiwill vai atrás do Cavaleiro de Câncer para contar os detalhes da batalha! Porém, Kiwill não esperava perder tempo com um "companheiro"...!"




Devo me apressar, varios cosmos ja desapareceram....


Mas oque é essa presença que sinto!? 



Não é um cosmo de um Guerreiro Deus, mais é um cosmo altamente agressivo....Quem poderia ser? Spectros?



Então finalmente resolveu mostrar as caras, traidor. 



Oque?! Um Cavaleiro de Prata?
Você está vivo! Onde estão os outros?!
Escute....



"Quando é interrompido"



Outros? Eu não ando com outros, eu não ando em bandos feito formigas que não conseguem se defender sozinho, Kiwill...! "Estranhamente o Santo de prata encara Kiwill"



Ahaha...Você tem senso de humor.
Entendo oque pensa Cavaleiro! A situação é critica! Devemos ir ao Palacio Vallhala o mais rápido possivel!!
A alma de Odin está aprisionada e Loki pretende dominar o mundo com seus Guerreiros Deuses! Devemos impedir!
Siga seu caminho, Cavaleiro...!



É isso mesmo que irei fazer! "Exclama, parapolos com um ar misterioso"





Você, Kiwill de Midgard será minha primeira vítima entre os Guerreiros Deuses....!



Oque disse!?



Preparado!?
Este é só o aquecimento! 




!!! ROZAN....
...SHORYU HAAAAAAAA !!!






Mas oque significa este ataque!? Cólera do Dragão!?
Impossi-......Uaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhh "Kiwil é pego de surpresa com o golpe e é atingido"



Ma-mas como pode ter tanto poder este moleque!?
Não consegui ver seu punho, ele ja se movimenta na velocidade da luz sem mesmo ser um Cavaleiro de Ouro....
Porque, Cavaleiro, porque me atacas? Eu sou um Cavaleiro de Ouro, luto por Athena! "Confuso e machucado pelo golpe discursa Kiwill"


Sei exatamente oque estou fazendo! Defenda-se Cavaleiro de Ouro, e mostre-me o porque de ter permissão para vestir uma Armadura Dourada! VAMOS! "Começa a elevar seu cosmo"


Entendo....Se não há outra saída....! "Kiwill se poe em posição de combate preparando um de seus ataques"
Quero ver mesmo se consegue despertar o 7º sentido prateado!


Você conhecerá o poder do Filho do futuro dono desta Terra! AHhahaah
Me tornarei um Cavaleiro de Ouro!!!
VAMOS, KIWILL MOSTRE-ME O PODER DE UM CAVALEIRO DE OURO!!

Filho do futuro dono desta Terra?
Não estou gostando desse papo garoto, chega de brincadeiras!





!!! DIAMOND....DUUUUUUSTOOOOO !!!!





RUUUUOOAAAAA!!!


Seu ar frio não é páreo para minha corrente de AR! Irei lhe mostrar o poder de anos de treinamento duro!



!!! FORTUNATE WAAAAAAAAALL !!!


"O Pó de diamante de Kiwill é desviado para todos os lados com a parede de Ar feita por Parapolos e enquanto os ataque se colidiam, Parapolos brandava"

Por minha mestre! Paradox, minha querida mãe! Obrigado por tudo!

Não pode ser, filho de Paradox? Então...é um dos Gêmeos de Mirapolos!
Me-meu ataque não consegue ultrapassar a parede de ar que ele fez! Mas como pode esse cosmo, será sua determinação para mostrar seu poder a um Cavaleiro de Ouro? 


- Não devo machuca-lo. "Pensa consigo Kiwill"

Agora é minha vez de atacar, Kiwill! "Parapolos some e aparece ao lado de Kiwill, aplicando seu ataque"

!!!! CROSSWORLD.....MIRAGE !!!!

Mas oque significa isto!? Onde estou!?

Essa é a uma dimensão que eu criei, Kiwill, nela posso ver sua vontade e oque pretende....E até mesmo oque fez em outros tempos! Um paradoxo!

Paradoxo!? Entendo...

Posso ver a sua vontade em não me atacar com todas as forças....achas que é uma brincadeira? 
Além de poder ver seus pensamentos eu posso destrui-los, melhor levar isso mais a serio!
MORRA! "Parapolos eleva seu cosmo para destruir o corpo do adversário"

Uhuhuahhahaha...Garoto, você foi bem treinado!
Mas ainda lhe falta cosmo para me vencer, e é pelo cosmo que uma luta é decidida!


Veja, sua dimensão congelando!

OQUE!? MAS.....

!!!!!! AURORA..........EXECUUUUUUUUTIONNN !!!!!!

"A ilusão criada por parapolos era desfeita e o ataque de Kiwill deixa Parapolos com o corpo dormente por causa da baixa temperatura criada com seu Execução Aurora, que não foi lançado contra o Prateado"

Como pode ter destruido minha dimensão!?
Então esse é o poder de um Cavaleiro de Ouro....!
Meu corpo está todo dormente, que frio enorme, incrivel!

Ele nem mesmo lançou o ataque em mim, maldito!

Fique aí e esfrie sua cabeça garoto, estou indo ao encontro dos outros Cavaleiros e estaremos no palacio!
Nos encontraremos novamente por lá não é mesmo!?

ESPERE...! Volte aqui maldito, isto não acabou! "Se movimentava devagar"

Até logo.....

"Kiwill parte novamente para o encontro de Malakh. Donar foi derrotado por Loki, mas o mesmo lançou seu poderoso Martelo para uma pessoa, quem seria!? Será que um dos Cavaleiros usará o lendário martelo Mjolnir?!"

Continua no próximo episódio....!
avatar
Thanatos
Garanhão Coronas
Garanhão Coronas

Mensagens : 1146
Cosmos : -78991603
Data de inscrição : 12/02/2013
Idade : 31
Localização : Grécia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Hypnos em Sex Jun 28, 2013 11:31 am

Após viajarem por muitos dias seguidos pelas terras gélidas da Rússia, Heraclito e Nicolas chegam a um desfiladeiro, muito próximo da Sibéria, faltava pouco para chegarem em Asgard; Mas pressentiam uma estranha movimentação de cosmos malignos por lá. E cada vez se sentiam mais no dever de investigar o que acontecia por lá.

Nicolas se sentou encostado em uma enorme arvore que ainda resistia ao frio e logo se abrigou entre seu tronco, Heraclito jogou a urna da armadura de ouro de sagitário longe, fazendo-a quicar no chão e foi olhar ao redor buscando lenha para acender uma fogueira. Estava muito frio aquele final de tarde e logo iria anoitecer.
Ambos precisavam de abrigo e proteção, porém Nicolas deixava claro que já havia encontrado ele juntava troncos de arvores para a fogueira com os olhos.

Heraclito: Maldição eu deveria ter trazido alguns dos meus escravos para montarem uma cabana para nos abrigar....vou me lembrar disso na próxima.
Nicolas: Escravos?? – olhando meio surpreso, em seguinda continuando a buscar a lenha –
Heraclito: Hahahahaha, é....são meus aprendizes....mas não passam de inúteis se você quer saber.....dai eu tenho que por moral na casa, sabe como é....
Nicolas: sei....sei....mas e aí, o que nos espera adiante??
Heraclito: Eu....eu não sei...talvez nos deparemos com alguns Guerreiros deuses, ouvi dizer rumores que são extremamente poderosos, de certa forma isso me preocupa....

Um estranho ruído ecoava a oeste de onde estavam


Dholin: Hahahaha, ora, ora vejam so o que eu encontrei na floresta congelada......jovens presas para minhas refeições...

Heraclito se levanta em um salto, e com sorriso sarcástico diz: Ah é....e quem é você tigrinha??  Acha que pode dar conta de 02 adversários ao mesmo tempo?

Dholin: Voce tem uma língua atrevida, terei prazer de arranca-la pessoalmente

Heraclito: E eu terei prazer de arrebentar sua cara seu inseto insignificante....como to de bom humor, vou contar até 3 e você pode fugir com o rabinho enfiado no .........
Caso contrário diabo, vou sair caindo em cima de você, e garanto, vai se arrepender.

Nicolas: Heraclito tenha cuidado, minha corrente está tensa, ela não consegue me dizer onde o inimigo está....
Heraclito: Mas....o inimigo está bem na nossa frente Nicolas....
Nicolas: Mas a corrente não reage, ela parece confusa...
Dholin: Tsc....por acaso não terão esquecido de mim, não é? Detestaria saber que partiram meu coração...hahaha – fala em tons sarcásticos e da uma longa gargalhada –
Nicolas: Esse cara é realmente irritante não é Heraclito??
Nicolas: Heraclito??

Heraclito havia disparado em toda velocidade para cima de Dholin sem armadura nem nada, e começava a disparar diversos golpes em cima do Guerreiro deus, entre eles chutes, socos e cotoveladas, mas Dholin que era o mais ágil dos guerreiros deuses se defendia habilmente de todos os ataques do Cavaleiro de Ouro.
Heraclito: Desgraçado......inseto maldito.....vai pagar caro por me insultar dessa forma!!!
Heraclito: MORRAAAA MISERÁVEL......TROVÃOO ATOMICOOOOOOOOOOOOO!
O Golpe de Heraclito vai destruindo tudo a frente em direção ao Guerreiro deus que salta incrivelmente veloz se desvencilhando do golpe e desferindo seu poderoso contra ataque em seguida:

Dholin: Hahahaha, não me faça rir insolente seu poder é ínfimo perto do meu, agora é a minha vez, tome isto!!!

Dholin: Garrrassss do Tigreeeeeeeeeeeeeeee Neeeegrrrrrrrooooooooooooooooooooooo

Heraclito: Vai nessa seu puto!!

Heraclito: Destruiçãooooooooooooo Infinitaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

O choque de poder entre ambos os golpes se colidem e causam uma poderosa explosão que arremessa os dois longe, Dholin é jogado longe quebrando algumas arvores e se chocando contra uma pedra caindo ferido ao chão, Heraclito arrebenta também algumas arvores e cai muito ferido ao chão, eis que mal abre os olhos e ve a armadura de sagitário a sua frente, brilhando intensamente em sua object form....

Heraclito:....ughhh....mas o que....foi isso?? A armadura?
Nicolas: Heraclito tome cuidado.....eu sinto uma poderosa cosmo energia nos rodeando, a armadura de sagitário parece que defendeu você de algum ataque ou coisa parecida....
Heraclito estica o braço ensanguentado e toca na armadura, que se veste sobre seu corpo, curando alguns ferimentos leves....mas mesmo assim o cavaleiro não consegue se por de pé
Dholin: então você foi esperto, deteve meu ataque lançando o seu de encontro.....muito bem, devo lhe dar os parabéns por isso!!
Heraclito: Hahaha.....cale a boca seu merda.....eu apenas ataque so isso...

Dholin: O QUE?? (desacreditado)

Dholin: Maldito....eu achei que tinha achado um oponente digno, mas você é apenas uma besta que ataca sem pensar.....muito bem, vou ceifar sua vida agora mesmo, você envergonha o nome e a honra dos cavaleiros de ouro
Nicolas: Não vou deixar você encostar um dedo no meu amigo, saiba disso guerreiro deus

Nicolas trajava a armadura de andromeda, e as correntes começavam a se espalhar pelo chão formando a nebulosa de andromeda!!

Dholin: Idiota acha mesmo que essa correntinha de biba vai me deter seu moleque atrevido??

Nicolas: Porque voce não tenta??

Dholin: Está bem moleque.....vai se arrepender....

Dholin: Garras do Tigre Neeegrrrrrroooooooooooooooo

As garras de Dholin partem congelando boa parte das correntes e as congelando, sendo que, após congeladas se despedaçavam, porém enquanto Dholin avançava um poderoso golpe destroça parte da armadura de Andromeda por trás, fazendo com que Nicolas caia de joelhos, apoiando o corpo nos braços, cuspindo sangue

Nicolas: Mas.....Aaghhh......(vomita sangue)....não pode ser.....tenho certeza que o ataque dele não passou pelas correntes.....(vomita mais sangue)

Dholin: E então moleque vai sair da minha frente, ou devo manda-lo para o inferno antes?? Por min tanto faz....

Heraclito se levanta, com as pernas tremendo, se apoiando na arvore, e com muitas dificuldades, ergue a cabeça, com um dos olhos fechados, devido ao sangue que escorria de sua testa passando sob o mesmo

Heraclito: Ei.....imbecil....eu ainda não morri seu desgraçado metido.....vou acabar com voce!!!

Heraclito eleva seu cosmo, buscando aumenta-lo o máximo que pode, mesmo assim com o corpo tão debilitado, o poder de seu cosmo se mantem inalterado, deixando o guerreiro deus espantado

Dholin: Meus parabens por ainda ter forças para invocar seu cosmo, mas sua aventura termina aqui

Heraclito se mantinha em pé com muitas dificuldades, sentia as pernas muito bambas e não conseguia firmasse direito, ele limpava o sangue que escorria insistentemente pela testa com as mãos, e fixava seu olhar no inimigo.
Quando inesperadamente cai desacordado ao chão como um saco de batatas, Nicolas que estava bastante ferido ve a cena e entra em pânico, seus olhos pareciam atônitos com o que via....
Dholin: Hahahahaha, vejam só ele tanto latiu e nada fez.....vou acabar rapidamente com o sofrimento desse infeliz
O guerreiro deus se aproximava lentamente, jogando sua capa para trás em um movimento com os braços, e preparando seus golpes, porém Nicolas arremessa sua corrente em uma tentativa desesperada de proteger seu amigo
Nicolas: Correeeennteee de Andromeeedaaaaaaaa...... [ a corrente se estende rapidamente e se enrosca ao redor do braço de Dholin, se esticando e parando seu avanço em direção ao corpo caído de Heraclito]
Dholin: O que pretende moleque?? Será que ainda não foi surrado o suficiente??
Nicolas: Não....vou deixar você matar meu amigo guerreiro de Asgard, vou protege-lo com a minha vida!!
Dholin: Oh...que meigo garotinho, estou comovido [ fala sarcasticamente, enquanto um brilho maligno emana de seu olhar ]
Dholin: Mas realmente estou cansado de brincar com você, não estou disposto a ceifar sua vida moleque, se fugir agora, fingirei que nunca lhe vi aqui, agora vá e suma da minha frente!!
Nicolas: Eu....não posso fazer isso....se eu fugir, todos ririam de mim....devo lutar contra você mesmo que me mate....é meu dever como Cavaleiro de Athena!!
Dholin: Entendo! Se é assim... [ esticando seu braço envolto da corrente para perto de si]
Dholin: Mandarei você primeiro para o Inferno!! Garrrass do Tigreeee Neeeegrooooooooo
 
O poderoso golpe de Dholin avança em diversas direções rumo a Nicolas....
Nicolas: Correnteee circular proteja-meeeeee
Nicolas: NÃO! A corrente circula foi destruída pelo ataque anterior dele.....e...aaaaaaaahhhhhhhhhhh
 
Nicolas é acertado em cheio pelo golpe que lhe acerta em diversos pontos do corpo, deixando a armadura de andromeda bastante trincada e quebrando algumas partes, sendo em seguida arremessado um pouco longe dali, abrindo uma vala na terra....
 
Nicolas: Ughh.....H-Heraclito....ele é poderoso demais para mim....mas....
 
Dholin: Pffzzz....moleque atrevido, agora sinta o peso de seus erros, se tivesse fugido eu teria deixado-o viver
 
Dholin: Ah agora voltemos a você.....seu lixo inútil!!
Dholin começa a desferir diversos chutes pelo corpo caído de Heraclito, que não conseguia reagir, ele pega o corpo de Heraclito e arremessa longe se divertindo com isso,  ainda desferindo golpes de energia so para ver o corpo sendo arremessado de um lado a outro, enquanto ria freneticamente!!
Heraclito: [ pensamento] – Maldição.....esse arrogante atrevido e metido está tirando um sarro com a minha cara....mas não consigo ficar de pé, não consigo reunir energias no meu corpo....o que posso fazer??
 
Manigold: Heraclito, Heraclito!!
Heraclito: Ughhh....essa voz!! É a voz do meu imprestável irmão Manigold idiota....
Manigold: Heraclito o que pensa que está fazendo caído ao chão servindo de saco de pancadas??
Heraclito: Eu....ah cale a boca seu puto.....acha que é fácil lutar contra esse metido arrogante??
Manigold: Heraclito, preste atenção!! Você é um cavaleiro de athena, e deve ser comportar como tal seu imbecil
Heraclito: Vai se catar....não sirvo a ninguém otário!! Eu sirvo apenas a mim mesmo...
Manigold: Idiota! É por isso que seu cosmo não se desenvolve a totalidade, você luta apenas pelos seus ideais mesquinhos, e nunca pela justiça!!
Manigold: Agora ouça seu grande tolo, se deseja vencer este inimigo, lute pelo verdadeiro motivo, lute pela justiça, pela paz e por Athena, queime seu cosmo em prol desses motivos e verás como ele se manifestará mais potente e brilhante que antes e sobrepujará o do adversário.
Mesmo que seu corpo esteja em frangalhos, seu cosmo é eterno seu tolo, agora mexa essa sua bunda dai e fique de pé, e lute contra ele!!
Heraclito: Hahaha, seu bostinha....não me de ordens – [ o cosmo de Heraclito começa a queimar ganhando mais intensidade a cada momento ]
Dholin: Hahahaha, está pronto para morrer?? Cansei de brincar com você.... [ Dizia enquanto desferias potentes chutes nas costas de Heraclito, mas ve o cosmo dele se manisfetando e se afasta rapidamente saltando para trás]
Dholin: Como pode ser?? Impossível – [ suor escorre pelo rosto de Dholin]
Nicolas: Heraclito....
 
Heraclito se levanta tremendo bastante, porém seu olho mostrava um brilho diferente e um sorriso estampava seu rosto, seu cosmo continuava a aumentar se expandindo de uma forma diferente, muito mais potente que antes, mostrando um poder temível igual ao de seu irmão Manigold
Heraclito: Hahaha, escute trouxa....eu ainda não morri...e além disso, um cara bonito como eu, não pode ser derrotado vergonhosamente por um sujeito metido e arrogante como você!!
Dholin: Não...não pode ser....ele estava quase morto, havia perdido seus cincos sentidos e apenas o coração batia fracamente, mas o cosmo que sinto deste homem é poderoso demais, é assustador.....
Dholin recua um passo para trás, assumindo uma postura mais calculada e cuidadosa de combate!
Nicolas: Ahn....a minha corrente está se comportando de forma estranha novamente....ela ...ela não sabe onde o inimigo está, apesar dele esta parado a minha frente , o que diabos estará acontecendo??
Heraclito: Escute guerreiro deus da tigrinha, eu havia apenas pegado leve com você, mas a molezinha acabou, assim como minha paciência....
Heraclito estuda os movimentos detalhadamente de Dholin, que faz o mesmo, tentando prever de onde virá o ataque seguinte do Cavaleiro, Nicolas tenta se levantar, sua corrente pontiaguda se movia estranhamente, e estava muito tensa!!
 
Dholin: Muito bem....se deseja morrer com dor, realizarei seu desejo seu cretino maldito – [ estendo os braços e as pernas]
Dholin eleva seu cosmo violentamente a máxima potencia, o nível de poder entre os dois era realmente incrível, as ondas de energia tornavam a se chocar, disparando raios em locais variados.
Dholin: Receba a fúria do oceano ártico na sua cara!!!
 
Dholin: IMPULSOOOOOOO AZZZZULLLLLLLLLLLLLL
 
Heraclito: Hahahaha, é agora....suma deste mundo, sua barata maldita!! DESTRUIÇÃOOOO INFINITAAAAAAAAAAAAA acabe com este inseto!!
 
Os dois disparam seus golpes mais potentes usando o máximo de seus cosmos, cada golpe avança em direção ao outro, arrebentando o chão conforme avança, as energias se colidem e começam a se fundir, gerando uma potente massa destrutiva que fica parada no meio do percusso, presa entre as emanações de cosmo de cada um que tenta empurrar a bola de energia na direção do outro.
Heraclito: Eu vou vencer!!!!! Exterminarei essa barata maldita.......
Dholin: Ughh....ele é forte, forte mesmo!! Mas não vai me vencer maldito!!
 
Ambos estavam em seus limites, mas mantinham as emanações de cosmo tentando empurrar a bola de energia que agora havia aumentado ainda mais e estava em um nível de destruição espetacular!!
Quando  nesse momento, uma cosmo energia se manifesta atrás de Heraclito sem que ele perceba, e dispara um violento golpe na direção dele..
As correntes pontiagudas não aguentando a pressão da maldade dispara mesmo sem o comando de Nicolas, na formação Onda Relampago em direção onde a cosmo energia maligna se situava
O golpe atinge Heraclito na altura dos rins, ele não conseguiu sentir o ataque, recebendo em cheio, a armadura de ouro quebra em formato de cortes de garras nos rins, jorrando bastante sangue da ferida
Heraclito: Merdaaaaa..............
 
Heraclito cai ao chão, as correntes se prendem a algo, que não se é possível ver, e a bola de energia sem o apoio de Heraclito, sofre uma desestabilização e explode, não tão potente quanto antes, mas ainda assim, a explosão arremessa a todos longes, Nicolas só não cai de um penhasco, porque as correntes estavam presas a algo e de certa forma o seguraram, ele busca apoio com os pés nas rochas e salta para cima, a terra firme, caído de joelhos ainda bastante ferido.
Heraclito estava uns 50 metros, parcialmente soterrado e com algumas arvores em cima dele, e o guerreiro deus, estava caído desacordado um pouco mais próximo de onde Nicolas estava, com parte da armadura danificada.
 
Nicolas: Que diabos está acontecendo aqui?? Não entendo...
Draco: Hahahahaha.....nem tente entende moleque.....não vou lhe dar tempo para isso
Nicolas: Essa voz....vem na direção da onde a corrente está presa...
Nicolas sente que a corrente se soltou e ve a mesma caindo em pedaços ao chão, ele recolhe o que sobrou das correntes e tenta ver quem é que está ali
 
Nicolas: Quem está ai?? Vamos fale!!!
Draco: Não tenho a menor obrigação de lhe dizer o meu nome, porém se eu não fizer isso, irá para o inferno sem saber quem o mandou para lá....
 
Draco: O meu nome é Draco, sou o Guerreiro deus da estrela Alkor...
 
Nicolas: Alkor??....mas.....[ Nicolas olha para o guerreiro deus caído próximo de si, e para um vulto a frente dele, e mesmo sem distingui-lo corretamente, consegue notar uma certa familiaridade entre ambos.
 

Draco: Hahahahahahaha

_________________
avatar
Hypnos
Fundador sonolento
Fundador sonolento

Mensagens : 2096
Cosmos : 1006008
Data de inscrição : 20/12/2012

Ver perfil do usuário http://coronas.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Aiacos em Sex Jun 28, 2013 4:04 pm

==============================================================

"E não muito distante dali, na zona norte de Asgard, outra batalha mortal estava prestes a começar."



- Hunter de Áries...um dos cavaleiro de ouro de Athena..."Repete o nome do cavaleiro para si mesma, bem baixinho. Ursula estava surpresa e impressionada ao ver um cavaleiro de ouro pela primeira vez."



- Pois bem, agora que você já se apresentou, podemos começar? "Loki pergunta impacientemente, enquanto encara Hunter em seus olhos, num ar misto de desprezo e auto-confiança."



- Olha, não tenho nada contra vocês, guerreiros deuses. Precisamos mesmo lutar? "Hunter tenta em vão dissuadir Loki Jr, pois no fundo não queria perder tempo com lutas desnecessárias. Queria sair de Asgard o mais breve possível, por possuir outros planos em mente."



- Por acaso achas que eu sou um otário? Mas é muita cara de pau! Vocês, santos de Athena, aparecem como ratos em Asgard, semeando o caos e a discórdia! E você ainda quer tirar o seu da reta? Seu miserável! "O guerreiro deus responde furiosamente. Para ele, era inaceitável a presença de cavaleiros de Athena em sua terra natal, e faria de tudo para acabar com todos que tiveram a ousadia de pisar sob o sagrado solo de Asgard."



- Não adianta, por mais que eu me explique, você não mudará sua decisão. Tem certeza de que queres me enfrentar? Lhe garanto que irá se machucar muito. "Hunter responde num ar provocativo, se posicionando, enquanto ajeita a sua capa, sem tirar os olhos de Loki Jr. No fundo, queria acabar tudo isso o mais breve possível."



- Espere, não há necessidade de uma luta. Vocês dois, parem por favor."Ursula se coloca entre os dois, tentando conter os ânimos."



- Não se intrometa, sua vadia!! Suma daqui! "Loki Jr. eleva seu cosmo agressivamente, com raiva, lançando um ataque a queima-roupa contra Ursula."



"Uma imagem de um lobo se materializa, correndo em alta velocidade, avançando impiedosamente contra Ursula."



- Ooooaaahhh!!! "Hunter dá um grito, eis que algo acontece."




"Um forte clarão surge no exato momento do impacto."



"O clarão rapidamente desaparece, mostrando Ursula desmaiada no chão, sem nenhum ferimento aparente."



- Mas o quê?? Que merda é essa? "Loki Jr. fica surpreso com a cena diante de seus olhos."



""Hunter estava diante de Ursula, desmaiada ao chão. E na sua frente, havia uma barreira luminosa."




- Crystall Wall! Essas paredes são capazes de repelir quaisquer tipos de ataques! Daqui você não passa! "Hunter toma a frente da batalha. No fundo, não poderia ver uma pessoa inocente morrer dessa maneira. Isso só aumenta a sua raiva."



- Interessante essa técnica. Mas será que ela poderá superar a ambição de um deus? Jamais um humano irá barrar a vontade divina! "O guerreiro deus responde com um olhar sarcástico, desafiando Hunter. Faz uma breve menção ao seu pai, Loki."



- Pft...não me faça rir...hahahaha..."Hunter ri da cara de Loki Jr., achando tudo isso engraçado."



- Ora, seu bastardo! Como ousas profanar o senhor Loki? Te juro que farei sofrê-lo por essa afronta! "Exclama furioso."



- Afronta é o que os deuses fazem com a humanidade! Eles, em sua ganância e prepotência divina, se julgam superiores aos seres humanos, desprezando-os como se fossem meros insetos. "Hunter segura o elmo com uma das mãos, enquanto encara Loki Jr. seriamente, com um olhar tranquilo."



- Porém os deuses se esquecem de que o ser humano foi criado à sua própria imagem. Dessa forma, deuses e humanos são praticamente iguais. O que muda é o poder, que os deixa ainda mais idiotas. "Responde com desprezo."



- Se você acha os deuses idiotas, por que serve a Athena então?  "Pergunta sobrecarregado de ironia."



- E quem te disse que eu sirvo a Athena? "Responde na hora, como um reflexo natural, demonstrando que seu repúdio era contra todos os deuses, sem nenhuma exceção."



- Ora ora...então parece que temos um traidor aqui..."Responde risonho, provocando Hunter."



- Eu não vou perder meu tempo para te explicar as minhas motivações. Agora repito pela última vez: deixe-me partir! Meu problema não é com vocês! "Responde seriamente, desfazendo a muralha de cristal."



- Já te disse, cavaleiro de ouro! Não deixarei que saia daqui com vida! Só sairá se for sob o meu cadáver! "Responde se posicionando para lutar."



- Então parece que terei que matá-lo...está bem, já que é assim que desejas..."Hunter também se posiciona para lutar."



- Se prepare para conhecer o poder de um deus!! "Loki Jr. movimenta seus braços, elevando seu cosmo agressivamente."



- Ooooooaaahhhhh...queime...queime...queime meu cosmo!! Até o limite! "Hunter, sem perder tempo, eleva seu cosmo ao limite."



- Interessante...sua cosmo energia até que é considerável...mas conseguirá você barrar o poder divino? "Loki Jr. fala todo confiante de si, encarando Hunter."



- Isso é o que veremos! "Responde determinado."

=============================================================

O que irá acontecer? Conseguirá Hunter barrar o poder divino de Loki Jr.?

_________________

“Nada é mais justo na vida do que a própria morte. Não importa a cor da sua pele, não importa a profissão exercida, não importa a crença acreditada, não importa aonde nasceu e tampouco de onde veio. Todos, sem exceção nenhuma, irão voltar à terra, para apodrecer e servir de alimento aos vermes.”
avatar
Aiacos
Berseker
Berseker

Mensagens : 1491
Cosmos : 20009072
Data de inscrição : 03/02/2013
Idade : 26

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Pujol em Sex Jun 28, 2013 8:39 pm

Draco olha ao redor e nota que heraclito está soterrado, e que seu irmão não estava muito melhor, salvo o dano nos rins que o mesmo não possuia.

Draco: Irmão, não deixarei que te tirem a vida, como fizeram com nossa mãe. "Fala em um volume muito baixo"

Nicolas: Vocês? Vocês são gêmeos.

Draco: Hahahaha... você é meio obvio garoto, eu sou irmão mais velho do guerreiro que vocês enfrentaram, ou melhor nos enfrentaram, pois nunca deixarei que ele lute sozinho.

Draco se coloca em posição de luta

Draco: Farei com que vocês paguem pelo que fizeram a meu irmão mais novo.

Draco corre em direção a Nicolas desaparecendo em meio a neve, nicolas é salvo por suas correntes que conseguem interceptar um dos ataques de Draco e se enrola no braço do mesmo, Draco puxa o mesmo pela corrente, sem dar atenção ao choque que a mesma disparava nele. Nicolas bate de costas em uma arvore.

Draco: Você chama isso de choque, garoto?

Nicolas: Droga, não pensei que teria alguém com poder o suficiente para não se importar com uma corrente elétrica dessa magnitude.

Draco: Hahahaha... "O guerreiro começa a pensar" Qual quer corrente elétrica pode ser redirecionada, será que ele não estudou nada de física? Mas não tenho nada contra, pois isso não ajuda muito em uma luta."Sessa o pensamento"

Draco: Se prepare cavaleiro.

Draco corre em direção a Nicolas,
avatar
Pujol
CEO Empalador
CEO Empalador

Mensagens : 1249
Cosmos : 20006067
Data de inscrição : 16/02/2013
Idade : 25
Localização : 4ª Esfera: Giudecca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Aiacos em Sab Jun 29, 2013 6:42 pm

===============================================================

"Enquanto isso..."



"O mundo dos sonhos."



- Você entendeu agora?? "Phantasos responde seriamente, encarando uma silhueta que estava à sua frente."



- Entendi perfeitamente, Phantasos..."A silhueta se aproxima, revelando-se."



- Mas chega a ser intrigante ver um deus, ou uma deusa, enfim, sei lá o que você é...sofrer desse jeito. Parece um ser humano. Soa patético, você não acha? "Youma ajeita a sua cartola, enquanto dá uma alfinetada em Phantasos, comparando-a com um reles verme humano."



- Seu insolente! Você veio até aqui e me fez contar tudo, só para me ridicularizar? Como ousas? "Fala furiosa para o espectro, cerrando seus punhos."



- Ridicularizar..."Youma esboça um sorriso sádico."



- Hahahahahahahahaha...você é muito engraçada!!! "Aponta seu dedo para Phantasos, enquanto gargalhava alto."



- Seu filho da puta!!! Não irei mais tolerar suas palhaçadas! "Phantasos indignada, começa a elevar seu poderoso cosmo."



- Ah, qualé? Você está muito sentimental...é a TPM por acaso? "Fala com uma cara marota."



- Você jamais iria compreender, Mefistófeles. "Fala com um olhar de tristeza, suspirando fundo, com pesar."



- Ora...o quê eu não poderia compreender, hein Phantasos? "Youma responde risonho, sempre debochado."



- A minha solidão, meu caro espectro. Estou há quatro anos confinada aqui dentro, sozinha, por que simplesmente mal tenho forças para sair, tamanha foram as sequelas que sofri. "Encosta um globo ecrã em seu rosto, enquanto encara o espectro."



- Minha família inteira foi devastada. Só restou onii-chan, que se trancafiou em um sonho, por estar muito ferido. "Se relembra de Oneiros."



- E desde que ele fez isso, há quatro anos, minha única companhia tem sido os sonhos dos humanos.
"Fala enquanto observa o sonho de um humano no globo ecrã ao seu lado."



- São as consequências, minha cara. Você e a sua família de merda se arriscaram demais em um plano maluco. Isso era inevitável...
"Mefistófeles responde enquanto esboça um sorriso doentio."



- Você é muito extrovertido e piadista, mas age assim por pura necessidade. Por que no fundo, sem toda essa personalidade engraçadinha, você é uma casca vazia...
"Responde encarando o espectro."



- Acha mesmo, Phantasos? "Responde com um olhar sério e doentio, revelando algo subliminar por trás de seu aspecto humano."



- Acredita que por trás de meu humorismo e sarcasmo, sou uma mera casca vazia? "Indaga enquanto encara a deusa com um olhar maligno."




- Pft...você acha que eu sou ingênua, Mefistófeles? "Responde rispidamente."



- Eu sei o que há por baixo dessa pele. Mas trata-se de um deus condenado. De nada adianta, você continua sendo uma casca vazia..."Provoca Mefistófeles."




- Opaaaa... vai com calma!! É muito mais complexo do que você imagina. Não começa a ficar putinha, cuspindo fogo pra cima de mim!  "Responde num ar debochado."



- Eu te garanto que não sou uma mera casca vazia. Por trás desse aspecto humanoide, há um deus sedento por vingança, que não medirá esforços para alcançar seus objetivos! Enfim, não vim discutir isso contigo, certo? "Ajeita a sua cartola, encarando Phantasos."



- Só vim até aqui para tirar você e seu irmão dessa inércia! Estão há quatro anos trancafiados aqui, depois daquele plano que virou um fiasco! Embora seu pai e seu tio lutassem por uma causa nobre, tiveram que pedir ajuda para aquele puto do Marte, não é mesmo? "Youma se relembra de Marte, que tentou uma nova guerra contra Athena há 4 anos atrás."



- Mas pensa comigo: os deuses nunca morrem, certo? Mas conseguir sair da dimensão aonde vão depois de mortos é um grande empencilho! Você mesma já passou por esse problema!
"Esboça um sorriso, enquanto draga seu fumígero."



- E assim, com a ajuda de Marte, os dois conseguiram se libertar, e ainda trouxeram vocês juntos no "kit ressurreição". Mas espere...Hades estava morto! E o que diabos esses dois iriam fazer? Não tinham mais as bolas de Hades para chuparem! "Responde num tom jocoso, desprezando os dois gêmeos."



- Olha como fala deles, seu bastardo! "Phantasos fica furiosa, cerrando seus punhos com força."



- Deixe de ser piegas, Phantasos! "Responde irônico."



- Mas o plano deles até que tinha uma coerência. Derrotar os outros deuses e usar o poder divino deles. Então era só uma questão de tempo até apunhalarem Marte pelas costas, e assim usarem o poder para destruir Athena e seus insetos. "Os gêmeos desde o início queriam trair Marte."



- Só que seus planos foram completamente arruinados, por que Hades voltou à vida, graças a aqueles dois filhos de uma puta. "Menciona Mirapolos e Pujol, quando foram até o Tártaro, em uma missão suicida."



- Embora as intenções tenham sido nobres, de eliminar Athena e seus cavaleiros, para ajudar Hades, sinceramente, não foi a melhor escolha. "Youma se afasta de Phantasos."



- Papai sempre serviu a Hades! Mas como queria usar Marte para conseguir alcançar seus objetivos, precisou se passar por traidor! Você precisa explicar isso para Hades-sama!! "Fala aflita."



- Phantasos, vá você mesma falar com Hades! "Responde com um olhar macabro."




- O quê? Eu? Falar com Hades-sama? Ele iria me destruir no primeiro instante em que me visse! "Responde receosa."



- Você é uma covarde, Phantasos!! "Responde sarcasticamente."



- Você quer a sua família de volta? Então vá falar com Hades! Quem sabe ele não tenha piedade e possa perdoá-los? "No final de contas, Hades nunca foi um deus cruel, sempre esteve disposto a ouvir seus subalternos."



- Falar com Hades-sama..."Fala baixinho, para si mesma, pensativa. Estava visivelmente nervosa."



- Fui!! "Youma eleva seu cosmo, criando um vortéx, e desaparecendo nele em seguida."

==============================================================

Continua...

_________________

“Nada é mais justo na vida do que a própria morte. Não importa a cor da sua pele, não importa a profissão exercida, não importa a crença acreditada, não importa aonde nasceu e tampouco de onde veio. Todos, sem exceção nenhuma, irão voltar à terra, para apodrecer e servir de alimento aos vermes.”
avatar
Aiacos
Berseker
Berseker

Mensagens : 1491
Cosmos : 20009072
Data de inscrição : 03/02/2013
Idade : 26

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Pollux em Seg Jul 01, 2013 2:53 pm

Continuação...


Nicolas se encontrava em estado muito crítico, sua armaduras está bastante destroçada assim como suas correntes.

Draco vai em direção ao cavaleiro em alta velocidade com intensão de golpeá-lo.

O cavaleiro tenta se defender mas estava ferido demais para revidar qualquer ataque. Sua corrente havia sido praticamente toda destruída o que lhe impedia de formular qualquer defesa contra os poderosos golpes do Guerreiro Deus.

Draco: Tome isso! GUARRA DO TIGRE DAS SOMBRAS!

Completamente ensaguentado, Andrômeda cai no chão.

Draco: Hahaha! Você está acabado! Mal pode se levantar.

Nicolas: Não... Posso... Desistir aqui!

Draco: Não diga besteiras, vocês já está praticamente morto!

Andrômeda tenta se levantar mesmo estando muito machucado.

Draco: Assim que lhe der o golpe final, matarei o Sagitário que se encontra inconsciente. De forma que não possam atrapalhar os planos de meu senhor!

Nicolas (Pensado): Então é verdade, coisas ruins estão acontecendo... Não posso deixar que matem o Heraclito... Alguém como ele pode ser de grande ajuda e muita importância... Não tenho outra escolha, no estado que estou não vou durar muito tempo vivo.


O cavaleiro se ergue e retira sua armadura em pedaços ficando apenas com um simples roupa que cobria seu corpo e as duas luvas da armaduras que tinham as correntes.

Draco: Ficou louco?! Mesmo estando quase que completamente destruída, sua armadura ainda lhe serve de proteção, poderia tentar fugir.

Nicolas: Cavaleiros de Athena não fogem de suas lutas, devo lhe dizer que estou surpreso com o poder dos Guerreiros Deuses, mas ainda assim acredito que irão surgir aqueles que acabarão com seus planos maléficos! De toda forma, um precisa sair vivo daqui!

Draco: O que quer dizer?!

Nicolas: Corrente de Andrômeda!!!

Nicolas usa o que lhe restava de sua corrente para atacar novamente Draco.

Draco: Humpf, novamente essa frágil corrente? Dessa fez irei destruí-la por completo!

Porém, a corrente muda de direção e segue em direção ao desmaiado cavaleiro de ouro, e assim o amarrando.

Draco: O que pensa que está fazendo?!

Nicolas: Eu disse que "um" precisa sair vivo daqui não foi?

Com sua corrente o cavaleiro joga o corpo inconsciente em um rio que havia perto, o fluxo do rio leva o corpo de Heraclito que boiava na água.

Nicolas: Dessa forma eu irei segurá-lo aqui até que o Heraclito esteja seguro e longe daqui!

Draco: Humpf, fez tudo isso para eu não matá-lo?

Nicolas: Sim, assim ele terá chance de se recuperar e não será uma presa fácil para você! Acredito que ele seja capaz de fazer grande diferença nessa luta que se aproxima com o povo de Asgard.

Draco: Mesmo assim sabe o que vai acontecer com você não é?

Nicolas: Estou ciente, mas assim como minha constelação guardiã, eu estou disposto a salvar à vida de outros mesmo que isso seja da a minha em troca!

O cavaleiro expande seu cosmo a uma quantidade extraordinariamente alta, de forma que nem seu próprio corpo aguenta.

Draco: Você é louco? Esse cosmo é maior do que o seu corpo pode aguentar! Se não parar agora não irá morrer!

Nicolas: Eu não me importo!

Draco: Como irá atacar sua corrente não pode fazer mais nada!

Nicolas: Não sou tão dependente de minha corrente como você acredita! Receba o golpe mais poderoso de Andrômeda!

Draco fica espantado com tamanho cosmo-energia.

Nicolas (Pensando): Fique firme Heraclito, sei que pode fazer muito mais... Adeus!

Nicolas: TEMPESTADE NEBULOSA!!!

Uma gigantesca tempestade toma conta de todo o local destruindo tudo pela frente e atingindo em cheio o Guerreiro Deus. O tamanho da técnica foi tanto que levou à sérias consequências, a morte de Nicolas de Andrômeda...

Continua...

_________________
avatar
Pollux

Mensagens : 425
Cosmos : -87997569
Data de inscrição : 09/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventura 2: A ambição de Alberich. Neve vermelha.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum