Coronas Temple

VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por DarkVirgo no Vindemiatrix em Qui Jun 20, 2013 12:06 pm

Desde já, quero agradecer, a oportunidade que vocês todos me deram, por me receberem aqui, e a oportunidade de criar esse "alter-ego" da minha própria personalidade, a todos deixo este fanfic, feito com o coração, Agradeço em especial ao Pujol, ( por ter testado meu personagem à ferro e fogo) ao Garuda pela iniciatíva e entusiasmo ao Polux, pelo apoio e entusiásmo, e em geral a todos do Coronas e agradeço, o carinho e a amistosidade com que me receberam aqui, e pretendo permanecer aqui por um bom tempo, mas vamos ao que interessa, por que como diz "minha cyber-patroa" conversa comprida faz quem tem dinheiro... eu não tenho .. então serei breve ...nos agradecimentos...

-----------------------------------------------------------------------------------------------------


VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA




Início da Primeira Parte
 
 
Estamos em 17 de setembro de 1986, na França, e no noticiário da tv uma notícia jornalística bombástica, arqueólogos em suas explorações, por ruínas, próximas aos limites da França e da Bélgica uma antiga região que fazia parte da antiga Gália,  encontraram uma caverna logo abaixo de grandes toneladas de pedras.

E a seguir em direção a essa caverna encontraram um templo, com quase 300m metros de profundidade, o que parecia estranho pois no período de existência da civilização gaulesa, não havia forma alguma de escavarem tal buraco, que era perfeito e não tinha nehuma falha, a civilização não possuina na época esse conhecimento e muito menos o maquinário necessário para escavar esse tipo de buraco, e após caminharem bastante, cansados de uma caminhada para as profundezas da terra, que para os exploradores parecia a caminhada direta para o inferno, e ia ficando cada vez mais escuro e frio, a atmosfera, era incrivelmente assustadora, parecia que algo os observava.
 
Já cansados de tanto caminhar, sentindo um frio extranho, e aquela cavera exalava, um odor estranho, não era um odor comum, era um odor de morte,  no final dela encontraram uma seqüência inacreditável de grandes pedras de quatzo, e principalmente ametista, eram pedras enormes, que chegavam a formar colunas, para eles era inacreditável que algo daquela magnetude pudesse estar ali, ainda mais naquela época intocável no meio da França, e a cada passo a sensação de receio, aumentava nos exploradores, um grupo pequeno, somente 4, já que a equipe de apoio, que compunha exatamente 50 pessoas, ficaram na parte externa que foi aberta utilizando dinamite, e os escombros de grande tamanho foram removido utilizando escavadeiras e tratores, e a entrada da caverna era pequena não havia espaço para muitas pessoas, e somente com alguns metros  ela ia se expandindo,  a medida que se aproximavam de algo que se parecia com  templo, que eles se aproximavam com cautela...
 
Nesse templo que estava selado por um grande muro de pedra com um símbolo estranho, parecia o símbolo dos zodíaco tal como conhecemos, o estranho para os exploradores, foi a forma como foi encontrado e como estava entalhado em pura pedra tal templo parecia fechado por milênios, os arqueólogos, ficaram pasmos, pois nunca viram nada com aquela estrura, pois parecia, uma mistura complexa de arquitetura Celta, e Grega , seu teto parecia estar coberto com estalactites feitas de pura ametista, dando um brilho púrpura sombrio aquela antecâmara, a medida que apontavam suas lanternas, na direção das paredes, a sala toda se enchia de reflexos de cor púrpura....
 
Ficaram pasmos, com aquelas estruturas, e não se tratava somente de um templo, haviam escrituras celtas e símbolos celtas por todo o lado da estrutura,  passando a impressão que algo ou alguém passou muito tempo ali, escrevendo na pura ametista esses símbolos, o que deixou os arqueólogos completamente intrigados...
 
Assim caminharam em direção ao que parecia ser um salão menor, em medidas reais deveria medir 16 metros de largura por 20 de compimento e 12 metros de altura, de acordo com a impressão dos pesquisadores, que  impressionados, se perguntavam como puderam construir esse templo dessa forma embaixo de 300 metros de rocha pura!!!!
 
E no meio encontaram algo que parecia ser um esquive completamente feito de ametista,  uma pedra pura de ametista  com um esqueleto dentro !!!!!
Mon Dieu! (Minha nossa): exlamou um dos pesquisadores, ao ver aquele esqueleto dentro da pedra.
Como um esqueleto inteiro foi parar ali dentro, como? Não há fissura alguma na pedra nada a impressão que se tem é que ele foi selado ali dentro... como o casulo de uma borboleta, ou uma aranha...
incroyable! (impressionante): falou outro arqueólogo se aproximando do objeto que media incríveis 2,50 de extensão por 1 metro de largura e 1 metro de altura, era uma ametista gigante com um esqueleto dentro dela., tentaram iluminar com suas lanternas o local, que simplesmente pelo excesso de pedras ametistas deixava a luz de suas lanternas, na cor púrpura, um tenebroso púrpura, a cor mais tenebrosa que jamais viram daquela forma...
 
Dominique Lefruef, um jovem de aproximadamente com uns 25 anos, loiro de cabelos curtos, corte social, prático para ele, que não gostava muito de perder tempo com minúcias, mas sim era detalhista, dizia que não acreditava em signos, que era coisa de mulher, que era perda de tempo, e que devia ser removido dos jornais fraceses, que deviam ocupar aquele espaço com algo melhor,  recém saído de sua pos-graduação em arqueologia e um dos pesquisadores daquele grupo, para ele aquela exploração foi quase um presente de aniversário, pois naquele dia completava seus 25 anos então não perderia aquela oportunidade de eternizar deu nome por nada neste mundo, seria lembrado no mundo todo por ser um dos arqueólogos, que descobriu toda aquela estrutura, e logo no início de sua carreira como arqueólogo, era uma oportunidade de ouro,  engoliu em seco, e colocou um pouco de coragem no coração e disse:
 
-Voyons ce que nous avons ici! (Vamos ver o que temos aqui!)
 
E se aproximou daquele estranho esquife e ao se aproximar , viu o mesmo símbolo do zodíaco, na pedra na altura do peito do esqueleto dentro do esquife de ametista, e veio a lembrança, do jornal que leu semana passada no seu escritório, mas deixou de lado, porque ele mesmo não tinha paciência para  signos, mas ele reconheceu, o símbolo depois que uma amiga, na realidade não era uma amiga, era mais uma de “suas” amigas, que jovem não quer compromisso, pois para ele trabalho e estabilidade vem em primeiro lugar, não tem tempo para firmar raízes com ninguém,  pensou e disse :
 
-Je sais que ce symbole est le symbole du signe de la Vierge, mais que fait-il ici? 
(Eu conheço esse símbolo, é o símbolo do signo de virgem, mas o que isto está fazendo aqui?)
 
E olhou com cautela cada milímetro daquela estrutura,  e se sentiu tentado a tocar, aquela estrutura, aquilo o seduzia, parecia uma voz na sua cabeça pedindo para tocar,
 
“S'il vous plaît! Touchez-moi, fais-moi sortir d'ici!”  (Por favor! Me toque, me tire daqui!),  repetia na sua cabeça, como se seu cérebro recebesse uma mensagem direta..de alguém falando direto com sua alma..
 
 
Dominique  não resistiu e atendeu, e tocou no esquife, este por sua vez começou a brilhar em púrpura, os outros arqueólogos assustados se afastaram para um canto, daquele salão, somente ele ficou em frente aquele esquife, que simplesmente explodiu!!!! Na frente deles!
 
Eles ficaram apavorados, Dominique foi jogado longe, e bateu com força as costelas numa das pilastras dessa sala feita de pura ametista e disse:
 
- Mon dieu que c'est que cette explosion était que!? ce qui s'est passé! ? (Meu deus que coisa é essa que explosão foi essa!!!? o que aconteceu!!!! ?)
 
Quando olharam em direção ao objeto só havia pó, não tinha sobrado nada da estrutura, que simplesmente se desfez ao toque de Dominique, este que jamais vai esquecer esse  acontecimento....um dos mais aterrorizantes de sua vida..
 
Será mesmo que depois deste acontecimento haverá vida ?
 
 
 

Mal sabia ele....


fim da primeira parte

_________________


um velho espírito com um rancor que não é tão
grande quanto a sua determinação

avatar
DarkVirgo no Vindemiatrix

Mensagens : 298
Cosmos : 1002220
Data de inscrição : 08/05/2013
Idade : 40
Localização : Palmas - Meikaitins!!! (tocantins, quase um meikei em materia de calor)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por Pollux em Qui Jun 20, 2013 12:47 pm

Maravilhoso! Gostei muito!


_________________
avatar
Pollux

Mensagens : 425
Cosmos : -87997569
Data de inscrição : 09/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por DarkVirgo no Vindemiatrix em Qui Jun 20, 2013 1:00 pm

Gemini no Pollux escreveu:Maravilhoso! Gostei muito!


Brigado cara, mas ainda tem muita coisa pra desenvolver, não quero por imagens, quero descrever exatamente o que passa dentro da minha cabeça nos mínimos detalhes, vc viu que até os "diálogos" deles está em francês ( lógico que com tradução) quero fazer como se fosse uma light novel, já tou meio que escrevendo a segunda parte, vou fazendo com calma pra sair algo legal e inovador... digo uma coisa, estou tentando algo "inexplorado" tanto pelo kuru quanto pela shiori.. vamos ver se vai dar certo...

ah propósito, vc botou a foto do "traveco" phantasos, e me pergunto, e a música que estou procurando, ela aparece na luta dele contra o bolas de aço El-cid.... algum sinal?ela faz parte das bgms do lost canvas...

essa aqui :

ainda "varrendo a net" pra ver se acho...!

_________________


um velho espírito com um rancor que não é tão
grande quanto a sua determinação

avatar
DarkVirgo no Vindemiatrix

Mensagens : 298
Cosmos : 1002220
Data de inscrição : 08/05/2013
Idade : 40
Localização : Palmas - Meikaitins!!! (tocantins, quase um meikei em materia de calor)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por Pollux em Qui Jun 20, 2013 1:11 pm

Kkkkkkkkkk
Eu vou ver se acho ela agora! Wink
PS: Já já eu edito dizendo se achei ou não.

_________________
avatar
Pollux

Mensagens : 425
Cosmos : -87997569
Data de inscrição : 09/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por DarkVirgo no Vindemiatrix em Qui Jun 20, 2013 1:25 pm

Gemini no Pollux escreveu:Kkkkkkkkkk
Eu vou ver se acho ela agora! Wink
PS: Já já eu edito dizendo se achei ou não.

blz.. enquanto isso depois qeu terminar a segunda parte posto aqui...

_________________


um velho espírito com um rancor que não é tão
grande quanto a sua determinação

avatar
DarkVirgo no Vindemiatrix

Mensagens : 298
Cosmos : 1002220
Data de inscrição : 08/05/2013
Idade : 40
Localização : Palmas - Meikaitins!!! (tocantins, quase um meikei em materia de calor)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por Pollux em Qui Jun 20, 2013 1:45 pm

Veja se é essa: 4shared.com/mp3/LqUl9wS4/34_Seisen.html (acabei de upar ela no 4shared)

_________________
avatar
Pollux

Mensagens : 425
Cosmos : -87997569
Data de inscrição : 09/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por DarkVirgo no Vindemiatrix em Qui Jun 20, 2013 3:52 pm

Gemini no Pollux escreveu:Veja se é essa: 4shared.com/mp3/LqUl9wS4/34_Seisen.html (acabei de upar ela no 4shared)

se for essa mesma, vai ser a trilha sonora da luta de vindemiatrix contra Vercingetórix (o rei dos gauleses)

ops... é parecida mas não é...  mas valeu a intenção.... brigado polux

_________________


um velho espírito com um rancor que não é tão
grande quanto a sua determinação

avatar
DarkVirgo no Vindemiatrix

Mensagens : 298
Cosmos : 1002220
Data de inscrição : 08/05/2013
Idade : 40
Localização : Palmas - Meikaitins!!! (tocantins, quase um meikei em materia de calor)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por Pollux em Qui Jun 20, 2013 4:07 pm

Baixa isso aqui: 4shared.com/rar/7wVsFntv/Saint_Seiya_The_Lost_Canvas_-_.html
Acredito que alguma das músicas é a que você procura

_________________
avatar
Pollux

Mensagens : 425
Cosmos : -87997569
Data de inscrição : 09/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por DarkVirgo no Vindemiatrix em Sex Jun 21, 2013 11:53 am

Segunda parte


Assustado, e todo sujo de poeira, uma poeira púrpura, sacudiu freneticamente a cabeça as roupas, estava completamente coberto de poeira, provinda da explosão daquele estranho esquife..
Olhou para o lado onde estava o esquife e mais a frente, havia uma estrutura que parecia um altar, que era a única coisa feita de pedra alí, todo o resto parecia pura ametista, parecia um gigante geodo de ametista que eles haviam entrado...
Nesse altar, ele via uma estátua, que parecia a imagem de uma mulher em súplica... não entendia o que aquilo, parecia uma mulher implorando pela vida, com muito esforço se levantou e foi caminhando, em direção daquela estrutura,
Um de seus companheiros de exploração ao longe aterrorizado gritava:

-Dominique, laissez vous approchez pas là! Éloignez-vous ne touchez à rien! Attendez!

(Dominique, se afaste não chegue perto daí!, fique longe não toque em nada! Espere aí !)


Dominique, tinha o sangue dos soldados franceses, que lutaram contra a alemanha na segunda guerra mundial, seu avô era um Franco atirador francês, então cautela e foco, era o que corria no seu sangue,  transmitido a ele por seu pai, filho mais velho de 3 irmãos,  seu pai era contabilista, sua mãe costureira, tinha um irmão do meio que quase não se falava, que possuia uma cadeia de Lojas de Eletrônicos em Paris, era a “Parte Rica da família” Rafalle Lefruef, seu irmão mais moço, 23 anos desde jovem tinha interesse sempre em peças eletrônicas, sempre procurando saber como “as coisas funcionavam” desde pequeno, e com uma pequena ajuda do pai, que o achava o “exemplo” da família, e a mãe também apoiava, pois ficar explorando coisa velha não dava “dinheiro” na frança isso na opinião dos seus pais, sua irmã Marie Lefruef, 18 anos era estudande de artes de umas das Renomadas Escolas de pintura da França, mas também não dava tanta atenção como Dominique levava a vida, era muito absorvida em seus progressos e exposições como pintora de quadros.

O que deixava Dominique, de certa forma “meio que invisível” no mundo, seus outros parentes, que moravam na Sicília, já havia perdido contato desde sua adolescência..

Vivia com essas palavras em sua cabeças, ditas pela boca de sua mãe:

“Celui-ci ne sera pas beaucoup dans la vie, n'a pas d'ambitions, passions et vit seul n'a pas de buts!”
(Esse aí não vai ser muita coisa na vida, não tem ambições, vive só de paixões e não tem objetivos!)

E ele mentalmente sempre que esse pensamento de sua mãe vinha a sua mente, ele repetia a si mesmo:

- Est-maman, voyons maintenant ce que vont penser de moi comme son petit sans but, est sur les premières pages de tous les journaux en Europe, sinon du monde! Voyons voir si je serai «inutile» comme vous avez toujours dit que je le ferais!

- (É mãezinha, vamos ver agora o que vai pensar de mim quando seu filhinho sem objetivos, estiver nas primeiras páginas de todos os jornais da Europa, se não no mundo! Vamos ver se vou ser o "inútil" como você sempre disse que eu seria!)

E se aproximou daquela estrutura, daquela estátua lentamente, pensamentos estranhos vinham a sua cabeça, mas ele os ignorou, estava resoluto em saber o que era aquela estrutura.
Ao se aproximar, parecia que aquela estátua, não era feita de pedra, parecia feita de um material estranho, que não era nem metal e nem ametista, parecia a mistura estranha dos dois materiais,  formando a imagem de uma mulher de joelhos olhando para o céu em súplica.

Ele acabava de encontrar, sem ao menos saber. A “SÁPURIS DE VIRGEM”, e estava pasmo com o brilho sombrio que aquela imagem refletia quanto sua lanterna a iluminava, parecia repelir qualquer tipo de luz, parecia outrora até que tinha brilho próprio, e quando ele a tocou aquilo estava gelado parecia estar congelado, mas não estava e disse para seus amigos ao fundo que se levantavam aos poucos e se recuperavam do susto da explosão:

- Hé les gars, voici donc froid comme la glace!, Mon Dieu dirait qu'il est gelé!

-    (Ei gente, isso aqui é frio como gelo!, meu deus parece que está congelado!)


Esse brilho, contaminou seus olhos, ele parecia fascinado, olhando para aquela estátua (pelomenos ele pensava que era uma estátua),  enquanto seus amigos se aproximavam, e olhando entre os montes de estalactites, viram algo como um pequeno baú, com um pedaço de papiro antigo preso entre a abertura em uma linguagem estranha parecia Celta..

Um dos outros pesquisadores chamou Dominique, em voz baixa, mas este não prestava atenção só olhava fixamente para a “estátua” daquela mulher em súplica...

Este perdeu a paciência e o sacudiu! Dizendo:

- Hey regardez here'm vous appelle mec, mec ressemble à ça est ridicule!
- (Ei presta atenção aqui cara estou te chamando, cara parece que está bobo!)

E Dominique, olhou para o lado e viu o Baú, e este estava todo sujo com esta poeira púrpura, ele se perguntava, que estranho, que terra estranha e essa essa poeira púrpura esta por todo lugar, nunca tinha visto uma poeira desta cor...

E com seu amigo, pegou o tal baú, pesado, devia ser quase do tamanho duma televisão dessas de 20 polegadas, mas muito pesado, foi preciso os 4 arqueólogos para carregar,  e um dos pesquisadores, lembrou-se:

- Nous devons prendre des échantillons, pelomenos cette poudre qui s'est cercueil géant, pelomenos un peu de cette poudre avoir à prendre ...

(-Temos que levar amostras, pelomenos desse pó que o esquife gigante virou, pelomenos um pouco desse pó temos que levar...)

Mais que depressa, pediu para Dominique e os outros 2 arqueólogos deixarem no chão o baú de pedra, que parecia ser feito do mesmo material púrpura, da estátua, foi lá e mais que depressa pegou um saco plástico dos Bolsos e juntou um punhado daquela areia púrpura, selou o saco, e colocou nos bolsos...
Rapidamente voltou a marcha para carregarem o baú, e  um deles fez a metade do caminho de volta para a caverna, para tentar pegar sinal do rádio que carregava para tentar se comunicar com a equipe acima:

- Hey, ya quelqu'un écoute?, Merci d'envoyer un guide-câble pour revenir à la surface, nous trouvons beaucoup de choses ici!
-( Ei, tem alguém aí na escuta?, por favor mandem uma corda guia para voltarmos para superfície, encontramos muitas coisas aqui!)

Logo uma corda ia se aproximando e o arqueólogo voltava para chamar Dominique e os outros,e com ele o baú, e as amostras, e muitas fotos...

Com muito esforço, Dominique e seus companheiros saíram daquele buraco que não parecia ter fim, já que os 4 levavam consigo aquele baú, fora as amostras.

Ao sair daquele buraco, e  ver a luz do cair da tarde, disse:

- Maintenant, tout ce dont j'ai besoin c'est d'une baignoire, et les amis, ce que l'enfer est paumé lieu cette occasion?
(- Agora tudo o que preciso é um banho, e amigos, que diabos de lugar esquecido por deus é aquele?!)

Foi para seu acampamento, tomou um banho dos pés a cabeça, depois ao cair da noite, foi tomar um preparado, e comer umas rações de acampamento, com seus amigos, estes ficaram até tarde pois tinham muitas histórias para contar, uns para os outros,

Mas Dominique , não conseguia tirar da cabeça aquele brilho púrpura, aquele esqueleto dentro daquela ametista gigante, aquela estátua e qual seria o material feito aquela estátua, não era nem metal nem pedra, o que era aquilo...

Naquela noite não conseguiu dormir, em sua cabana, teve sonhos estranhos, sonhava com um homem com cabelos negros e pele clara, e perversos olhos púrpuras, olhando para ele num lugar onde o sol não tocava, era pura escuridão com um céu escuro e sem estrelas e somente pedras...( meikai)...

Na manhã seguinte, acordou ou m elhor, não dormiu, pegou as amostras, e o baú. E sem falar com os companheiros foi para Paris, para o Musei do Louvre, onde com muito custo tinha conseguido uma vaga como pesquisador, e foi levar as amostras daquele pó ou melhor o que sobrou do corpo que estava dentro daquela ametista gigante, levou as fotos que tiraram para revelar...

Nesse e meio tempo, parou em um café qualquer, como era viciado no capuccino, de paris que era o melhor, sentou-se às 9 da manhã, para poder tomar café e descansar e refletir um pouco sobre o ocorrido, o que era aquilo naquela caverna...
Quando viu , a Tv, passava um comercial, de um evento estranho que estava acontecendo no Japão chamado “guerra galática” promovido por uma ricaça Excêntrica uma tal de Saori kido, com lutas estranhas, os caras pareciam super heróis, dando bananeiras absurdas, olhou para cima depois de um bom gole de café e disse:

- Quelle est cette merde, semble spectacle enfantin de clowns! changements Ð serveur ecanal là!
- (Que porcaria é essa, parece show de palhaços infantil! muda d ecanal aí garçon!)

Foi aí que viu, uma luta de um cara usando uma armadura que parecia, um dragão lutar ocntra um cara que tinha uma armadura que parecia um herói grego, (pégasus) quando esse lançou feixes de luz em direção a esse homem fantasiado de “dragão”:

-Hé, attendez une seconde serveur, garder le silence, vous pouvez le laisser sur ce canal ...!
(Ei espera ai garçon, deixa quieto, pode deixar nesse canal mesmo...!)

Incrível, jovens de sua faixa de idade, mas como ele lançou aquelas luzes do punho, o que foi aquilo! ? e o que eram aquelas roupas? Não pareciam só fantasia.... aquilo estava estranho, os japoneses eram famosos por suas “excentricidades” mas aquilo estava estranho, estava real demais....

Dominique, pensativo, decidiu sair dali, lembrando de seus compromissos, pagou o capuccino, para o garçon e sem mais delongas, pegou sua moto e voltou para a loja de fotos, para ver se as fotos estavam reveladas, e estavam, agora faltava somente as análises daquele material,  que restou daquele esquife de ametista.

Três dias se passaram, o pessoal do laboratório, ligou em seu escritório dizendo que as amostras estavam prontas, mais que depressa ele foi atraz do resultado das amostras,

Não quis esperar chegar no museu, abriu os resultados, do museu, ficou pasmo com o que leu, As amostras datam do século 3 antes de cristo... e parecia o dna de muitas pessoas, aproximadamente 20 pessoas, e se perguntou..:

-En plus de 20 personnes? ! mais a seulement un corps à l'intérieur, c'est impossible ... !
(-Como assim 20 pessoas,? !!! mas tinha só um corpo lá dentro, isso é impossível... !!!!!)

Não consguia entender, fez o teste de carbono 14, naquele pó, era impossível, parecia que o dna de muitas pessoas que compunham a estrutura daquele esqueleto, de era de antes de cristo caminhar pela terra.. mas o que era aquilo..., levou o restante daquele pó púrpura. Para seu escritório no museu do Louvre, e foi analisar as fotos, e tudo era intrigante para ele, e estranhava aquele dialeto, uma parte em grego e outra parte em Celta, tudo muito estranho, quando olhou a foto do altar, com aquela estátua, tinha algo escrito parecia celta, ele mais que depressa, saiu da sua sala e foi para a seção de manuscritos antigos, para a seção de documentos antigos dos Celtas, e através do antigo alfabeto rudimentar, reconheceu aqueles símbolos eles formavam um nome!
VINDEMIATRIX





Fim da segunda parte


Última edição por DarkVirgo no Vindemiatrix em Seg Jun 24, 2013 12:53 pm, editado 1 vez(es)

_________________


um velho espírito com um rancor que não é tão
grande quanto a sua determinação

avatar
DarkVirgo no Vindemiatrix

Mensagens : 298
Cosmos : 1002220
Data de inscrição : 08/05/2013
Idade : 40
Localização : Palmas - Meikaitins!!! (tocantins, quase um meikei em materia de calor)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por -=|R.R.|=- em Sex Jun 21, 2013 5:47 pm

só passei o olho pra ler mais tarde... frances???? Shocked

_________________
"As Flores brotam, e morrem...As estrelas Brilham, Mas um dia se apagarão...Tudo morre...A terra,o Sol, a Via Láctea e até mesmo todo este universo não é exceção! Comparado a isto, a vida do homem é tão breve e fugidia quanto um piscar de um olho...Neste curto Instante, os homens nascem, riem, choram, lutam, sofrem, festejam, lamentam, odeiam pessoas e amam outras! Tudo é transitório...E em seguida, todos caem no sono eterno chamado morte."
avatar
-=|R.R.|=-
Mestre Cervejeiro
Mestre Cervejeiro

Mensagens : 966
Cosmos : -87994522
Data de inscrição : 12/01/2013
Idade : 37
Localização : Santuário - Grécia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por DarkVirgo no Vindemiatrix em Sex Jun 21, 2013 8:27 pm

Virgo no Ambar escreveu:só passei o olho pra ler mais tarde... frances???? Shocked



sim porque não?  a antiga gália, se encontrava numa região que abrangia toda a região da bélgica, e da frança, e sim porque não expor os diálogos dos personagens em 1986 em francês? já que eles estão na frança... se estou postando a tradução abaixo..?  ainda tem muita coisa ainda pra postar.... digamos que vai ter momentos que muitos aqui dirão "que fdp traiçoeiro, sujão traira do caralho!!!" e outros, porra cara passou por tudo isso, esse cara tem uma vontade de aço.. fiquem tranquilos vou postando aqui aos poucos......

_________________


um velho espírito com um rancor que não é tão
grande quanto a sua determinação

avatar
DarkVirgo no Vindemiatrix

Mensagens : 298
Cosmos : 1002220
Data de inscrição : 08/05/2013
Idade : 40
Localização : Palmas - Meikaitins!!! (tocantins, quase um meikei em materia de calor)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por -=|R.R.|=- em Sex Jun 21, 2013 8:35 pm

DarkVirgo no Vindemiatrix escreveu:
Virgo no Ambar escreveu:só passei o olho pra ler mais tarde... frances???? Shocked



sim porque não?  a antiga gália, se encontrava numa região que abrangia toda a região da bélgica, e da frança, e sim porque não expor os diálogos dos personagens em 1986 em francês? já que eles estão na frança... se estou postando a tradução abaixo..?  ainda tem muita coisa ainda pra postar.... digamos que vai ter momentos que muitos aqui dirão "que fdp traiçoeiro, sujão traira do caralho!!!" e outros, porra cara passou por tudo isso, esse cara tem uma vontade de aço.. fiquem tranquilos vou postando aqui aos poucos......

uai, eu conheço a história, pode fazer em frances hehehehe achei insteressante usar um idioma diferente hehehe depois com calma vou ler!

_________________
"As Flores brotam, e morrem...As estrelas Brilham, Mas um dia se apagarão...Tudo morre...A terra,o Sol, a Via Láctea e até mesmo todo este universo não é exceção! Comparado a isto, a vida do homem é tão breve e fugidia quanto um piscar de um olho...Neste curto Instante, os homens nascem, riem, choram, lutam, sofrem, festejam, lamentam, odeiam pessoas e amam outras! Tudo é transitório...E em seguida, todos caem no sono eterno chamado morte."
avatar
-=|R.R.|=-
Mestre Cervejeiro
Mestre Cervejeiro

Mensagens : 966
Cosmos : -87994522
Data de inscrição : 12/01/2013
Idade : 37
Localização : Santuário - Grécia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por DarkVirgo no Vindemiatrix em Sex Jun 21, 2013 9:45 pm

Virgo no Ambar escreveu:
DarkVirgo no Vindemiatrix escreveu:
Virgo no Ambar escreveu:só passei o olho pra ler mais tarde... frances???? Shocked



sim porque não?  a antiga gália, se encontrava numa região que abrangia toda a região da bélgica, e da frança, e sim porque não expor os diálogos dos personagens em 1986 em francês? já que eles estão na frança... se estou postando a tradução abaixo..?  ainda tem muita coisa ainda pra postar.... digamos que vai ter momentos que muitos aqui dirão "que fdp traiçoeiro, sujão traira do caralho!!!" e outros, porra cara passou por tudo isso, esse cara tem uma vontade de aço.. fiquem tranquilos vou postando aqui aos poucos......

uai, eu conheço a história, pode fazer em frances hehehehe achei insteressante usar um idioma diferente hehehe depois com calma vou ler!

digamos assim que essa história, vai discorrer de forma que seu personagem se sinta obrigado (forçado) parar o meu, por que se não meu personagem sozinho não vai parar... aí rola finalmente o fight mais esperado do coronas, neh não? ai fazemos um show pra galeres! nos dois!! parceiro!  é que tipo assim como "virginiano "de verdade" gosto de descrever detalhes, para vcs mesmos em suas mentes verem o que eu imagino.. por isso não vou usar imagens...  só uma trilha sonora na luta contra o "rei dos gauleses"....  fiquem tranquilos, ambar, finalizar esse fanfic, com seu cavaleiro percebendo o estrago que o meu espectro está fazendo.. posso? pq aí depois desse "gaiden" meu char fica aberto pra qualquer conflito...
(vindemiatrix faz qualquer coisa para não perder, atira até o último cartucho) mas sempre vai dar um jeito de sair melhor que entrou.. ) disso ele não vai medir esforços pra fazer.... vindemiatrix não tem escrúpulo nenhum.... tenham certeza disso..

leia ambar vc vai gostar... e antes de mais nada cara muito obrigado pela força e o apoio..., lerá em cada linha o quão terrível pode ser o cavaleiro de virgem....


e para os moderadores proponho uma sugestão, de que carinhosamente chamo de os 12 "temores" são espectros, que foram cavaleiros de ouro de cada sígno que morreram de forma brutal. e façam frente aos cavaleiros de ouro vivos... e ai moderas o que acham!!!!

_________________


um velho espírito com um rancor que não é tão
grande quanto a sua determinação

avatar
DarkVirgo no Vindemiatrix

Mensagens : 298
Cosmos : 1002220
Data de inscrição : 08/05/2013
Idade : 40
Localização : Palmas - Meikaitins!!! (tocantins, quase um meikei em materia de calor)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por -=|R.R.|=- em Sex Jun 21, 2013 10:54 pm

DarkVirgo no Vindemiatrix escreveu:
Virgo no Ambar escreveu:
DarkVirgo no Vindemiatrix escreveu:
Virgo no Ambar escreveu:só passei o olho pra ler mais tarde... frances???? Shocked



sim porque não?  a antiga gália, se encontrava numa região que abrangia toda a região da bélgica, e da frança, e sim porque não expor os diálogos dos personagens em 1986 em francês? já que eles estão na frança... se estou postando a tradução abaixo..?  ainda tem muita coisa ainda pra postar.... digamos que vai ter momentos que muitos aqui dirão "que fdp traiçoeiro, sujão traira do caralho!!!" e outros, porra cara passou por tudo isso, esse cara tem uma vontade de aço.. fiquem tranquilos vou postando aqui aos poucos......

uai, eu conheço a história, pode fazer em frances hehehehe achei insteressante usar um idioma diferente hehehe depois com calma vou ler!

digamos assim que essa história, vai discorrer de forma que seu personagem se sinta obrigado (forçado) parar o meu, por que se não meu personagem sozinho não vai parar... aí rola finalmente o fight mais esperado do coronas, neh não? ai fazemos um show pra galeres! nos dois!! parceiro!  é que tipo assim como "virginiano "de verdade" gosto de descrever detalhes, para vcs mesmos em suas mentes verem o que eu imagino.. por isso não vou usar imagens...  só uma trilha sonora na luta contra o "rei dos gauleses"....  fiquem tranquilos, ambar, finalizar esse fanfic, com seu cavaleiro percebendo o estrago que o meu espectro está fazendo.. posso? pq aí depois desse "gaiden" meu char fica aberto pra qualquer conflito...
(vindemiatrix faz qualquer coisa para não perder, atira até o último cartucho) mas sempre vai dar um jeito de sair melhor que entrou.. ) disso ele não vai medir esforços pra fazer.... vindemiatrix não tem escrúpulo nenhum.... tenham certeza disso..

leia ambar vc vai gostar... e antes de mais nada cara muito obrigado pela força e o apoio..., lerá em cada linha o quão terrível pode ser o cavaleiro de virgem....


e para os moderadores proponho uma sugestão, de que carinhosamente chamo de os 12 "temores" são espectros, que foram cavaleiros de ouro de cada sígno que morreram de forma brutal. e façam frente aos cavaleiros de ouro vivos...  e ai moderas o que acham!!!!

acharia uma boa essa dos 12 dourados originais!!!




_________________
"As Flores brotam, e morrem...As estrelas Brilham, Mas um dia se apagarão...Tudo morre...A terra,o Sol, a Via Láctea e até mesmo todo este universo não é exceção! Comparado a isto, a vida do homem é tão breve e fugidia quanto um piscar de um olho...Neste curto Instante, os homens nascem, riem, choram, lutam, sofrem, festejam, lamentam, odeiam pessoas e amam outras! Tudo é transitório...E em seguida, todos caem no sono eterno chamado morte."
avatar
-=|R.R.|=-
Mestre Cervejeiro
Mestre Cervejeiro

Mensagens : 966
Cosmos : -87994522
Data de inscrição : 12/01/2013
Idade : 37
Localização : Santuário - Grécia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por DarkVirgo no Vindemiatrix em Sex Jun 21, 2013 11:54 pm

acharia uma boa essa dos 12 dourados originais!!!

porque nesse fanfic citarei 2 "amigos de vindemiatrix" que na hora do aperto deixaram ele na mão...

_________________


um velho espírito com um rancor que não é tão
grande quanto a sua determinação

avatar
DarkVirgo no Vindemiatrix

Mensagens : 298
Cosmos : 1002220
Data de inscrição : 08/05/2013
Idade : 40
Localização : Palmas - Meikaitins!!! (tocantins, quase um meikei em materia de calor)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VINDEMIATRIX – O CAMINHO DE CORPOS DA VIRGEM PÚRPURA

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum